MENU

Pagamentos ao trabalhador industrial sobem 0,5% em março

Pagamentos ao trabalhador industrial sobem 0,5% em março

Atualizado: Quinta-feira, 12 Maio de 2011 as 12:18

O valor da folha de pagamento real dos trabalhadores da indústria brasileira, ajustado sazonalmente, cresceu 0,5% em março deste ano, frente ao mês imediatamente anterior, segundo informações divulgadas hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esta é a terceira taxa positiva seguida, acumulando nesse período ganho de 6,6%.

No confronto com igual mês do ano passado, o valor da folha de pagamento real cresceu 5,9%, com taxas positivas em todos os quatorze locais pesquisados. A maior influência sobre o total nacional ficou com São Paulo (4,4%), impulsionado em grande parte pelos setores: meios de transporte (14,7%), de máquinas e equipamentos (9,7%) e de produtos químicos (11,3%).

Vale citar também os impactos vindos de Minas Gerais (9,0%), explicado principalmente pelos resultados positivos dos ramos de metalurgia básica (22,5%), indústrias extrativas (19,7%) e meios de transporte (7,2%); Paraná (10,5%), por conta de meios de transporte (27,1%), alimentos e bebidas (18,8%) e máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (30,8%); e região Nordeste (7,9%), apoiado na expansão de alimentos e bebidas (9,9%), meios de transporte (39,7%), por conta do pagamento de adiantamento do décimo terceiro salário e participação nos lucros, e produtos químicos (17,4%).

Setorialmente, ainda na comparação com igual mês do ano anterior, o valor da folha de pagamento real cresceu em 12 dos 18 setores pesquisados, com destaque para meios de transporte (14,0%), máquinas e equipamentos (10,0%), alimentos e bebidas (4,9%), produtos químicos (9,0%) e metalurgia básica (12,9%). Por outro lado, o setor de papel e gráfica (-13,7%) foi o que assinalou a principal pressão negativa.

(Redação - Agência IN)

veja também