MENU

Palmeira do butiá é importante fonte de renda para agricultores do RS

Palmeira do butiá é importante fonte de renda para agricultores do RS

Atualizado: Quarta-feira, 13 Abril de 2011 as 10:17

A palmeira do butiá é importante fonte de renda para os agricultores do Rio Grande do Sul. Mesmo com o fim do período de colheita da fruta, ainda é possível aproveitar as folhas para a produção de artesanato.

O butiazeiro é uma palmeira nativa que dá um fruto de sabor mais azedinho. Existem diversas espécies presentes no Brasil e em outros países da América do Sul, como Argentina e Uruguai. Em Giruá, noroeste do Rio Grande do Sul, a mais comum é a butia yatay, que pode chegar a medir mais de 10 metros. A planta é o símbolo do município e até originou o nome do lugar. Os índios que viviam aqui chamavam a palmeira de giruá.

O Vale do Butiazal tem centenas de pés, alguns deles centenários. Um deles tem mais de 200 anos e é de plantas como esta, que os moradores retiram a palha, as frutas e as tramas para fazer artesanato e criar receitas diferentes.

A aposentada Clari Manjabosco dedica seu tempo à produção de licor, compotas e geleias de butiá. O trabalho traz uma renda extra para a família.

Além da culinária, outra atividade desenvolvida a partir do butiá é o artesanato. Iolanda Stasiak tem um ateliê em sua casa e já emprega duas pessoas. Eles fabricam de tudo: chinelos, bolsas, carteiras. Iolanda encontrou na atividade, a realização profissional. “Eu encontrei aquilo que estava procurando há muito tempo, desenvolver um trabalho com criatividade, prazeroso e agradável”.      

veja também