MENU

Paraná e São Paulo são habilitados a exportar carne bovina para a União Européia

Paraná e São Paulo são habilitados a exportar carne bovina para a União Européia

Atualizado: Quarta-feira, 2 Julho de 2008 as 12

A União Européia habilitou os estados do Paraná e de São Paulo a exportarem carne bovina in natura para os países que a integram. A medida é conseqüência de decisão da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), que reconheceu os dois estados como áreas livres de aftosa com vacinação, e foi comunicada na segunda-feira, 30 de junho, à Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura.

A decisão tomada pelo Comitê Veterinário Permanente da DG-Sanco, órgão responsável pela saúde animal na União Européia será publicada no jornal oficial do bloco econômico em julho.

O secretário de Defesa Agropecuária, Inácio Kroetz, disse esperar que, até o final de julho, Mato Grosso do Sul também obtenha o reconhecimento da OIE. Com isso, o Ministério da Agricultura poderá reivindicar a inclusão do estado entre as regiões habilitadas a exportar carne para o bloco europeu, explicou Kroetz.

Para que os dois estados possam efetivamente exportar carne para a região, a Secretaria de Defesa Agropecuária iniciará auditoria em propriedades de criação de bovinos do Paraná e de São Paulo que fazem parte da base de dados do Sistema de Rastreabilidade da Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos (Sisbov).

Até o comunicado, apenas os estados de Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Espírito Santo e Santa Catarina estavam habilitados a exportar carne bovina para a União Européia.

O bloco embargou as importações de carne bovina brasileira no dia 31 de janeiro e, desde então, várias missões européias vieram ao país para verificar as condições sanitárias do gado brasileiro e o controle de sua origem, ou rastreabilidade. Ainda são poucas (menos de 100), as propriedades autorizadas a exportar carne bovina para lá.

Postado por: Claudia Moraes

veja também