MENU

Petrobras impulsiona e Bovespa opera em alta

Petrobras impulsiona e Bovespa opera em alta

Atualizado: Quinta-feira, 23 Setembro de 2010 as 1:16

Após ter perdido os 68 mil pontos no início dos negócios, o Ibovespa opera em alta nesta quinta-feira (23), diante da alta registrada pelos papéis da Petrobras. Às

Às 11h40, o Ibovespa, principal índice da bolsa paulista, subia Por volta das 11h50, o Ibovespa subia1,36%, para 69.251 pontos., o Ibovesoa subia 1,78%, aos 69.542 pontos.

O comportamento positivo dos papéis da Petrobras surpreende, tendo em vista que hoje será definido o preço final por ação da oferta pública da estatal. No mesmo horário, as ações preferenciais ON da empresa subiam 3,20%, a R$ 30,63; já os papéis preferenciais tinham valorização de 3,93%.

Nos EUA, os investidores adotam cautela nos negócios, diante da piora do mercado de trabalho americano, na última semana.

Os novos pedidos de seguro-desemprego aumentaram em 12 mil na semana terminada no dia 18 deste mês, somando 465 mil, de acordo com o Departamento do Trabalho do país. Na média das quatro últimas semanas, houve queda de 3,25 mil requerimentos, para 463,25 mil.

'A média móvel de quatro semanas tem oscilado entre 450 mil e 500 mil por semana ao longo dos últimos meses e não mostra continuidade na tendência de recuperação observada ao longo do ano passado.

Ainda que o patamar seja mais baixo do que em momentos mais críticos da crise, ainda é elevado, acima do pico das últimas recessões. Além disso, números acima de 400 mil não são consistentes com um quadro favorável ao mercado de trabalho', apontou o Banco Fator, em relatório enviado a clientes.

Na Europa, as notícias também não agradaram. A atividade econômica na zona do euro deve registrar, em setembro, a menor expansão dos últimos sete meses, segundo dados preliminares divulgados pelo Markit Economics.

O Índice dos Gerentes de Compras (PMI) da zona do euro, indicador que mede a atividade econômica nos 16 países que adotam a moeda comum, se desacelerou de 56,2 pontos, em agosto, para 53,8 pontos, neste mês. Apesar de ainda apontar expansão, o indicador representou a maior perda de fôlego desde novembro de 2008.

De toda forma, o mercado ainda está na expectativa da divulgação, nos Estados Unidos, dos dados de vendas de imóveis usados e do índice de indicadores antecedentes, ambos referentes a agosto.

Capitalização

Do total da oferta pública de papéis da Petrobras, que deve variar entre R$ 111 bilhões e R$ 132 bilhões, R$ 74,8 bilhões serão usados pela empresa para comprar, da União, os 5 bilhões de barris de óleo que serão explorados no pré-sal. Somente a parcela restante fica no caixa da companhia.

Segundo o Valor apurou, a parcela prioritária da oferta, de aproximadamente R$ 85 bilhões, foi integralmente subscrita pelos atuais acionistas da empresa, com destaque para o governo, que atuou como um comprador de última instância das sobras.

Os investidores domésticos, sejam individuais ou institucionais, teriam acompanhado bem a primeira etapa da oferta, conforme informações de mercado. Já os estrangeiros com American Depositary Receipts (ADRs), que detêm 37% do capital da empresa, teriam ficado de fora da prioritária por conta dos custos envolvidos na conversão dos recibos em ações.

Postado por: Guilherme Pilão

veja também