MENU

PIB dos EUA fecha 2009 com queda de 2,4%, a maior desde 1946

PIB dos EUA fecha 2009 com queda de 2,4%, a maior desde 1946

Atualizado: Sexta-feira, 29 Janeiro de 2010 as 12

A economia dos Estados Unidos ficou 2,4% menor em 2009 na comparação com o ano anterior, segundo dados divulgados nesta sexta-feira, dia 29, para US$ 14,3 trilhões. Em 2008, o Produto Interno Bruto (PIB) havia crescido 0,4%.

Foi a primeira queda anual registrada pelo PIB dos Estados Unidos desde 1991, quando a contração foi de 0,2%. A queda, no entanto, foi a mais acentuada desde 1946, quando a economia se reduziu em 10,9%.

Os dados fazem parte da primeira estimativa do PIB para o quarto trimestre a ainda passarão por duas revisões.

Segundo o Escritório Nacional de Estatísticas, a queda no PIB no ano passado reflete contribuições negativas de investimento, exportações, e consumo pessoal, que foram parcialmente compensadas pelos gastos do governo. As importações, que ajudam a reduzir o cálculo do PIB, também tiveram queda.

Resultado trimestral

No quarto trimestre, a economia dos EUA teve crescimento de 5,7% na comparação com o trimestre anterior, em termos anualizados, marcando o segundo trimestre consecutivo de recuperação da economia norte-americana. De julho a setembro, o PIB crescera 2,2%, pondo fim à recessão do país.

A alta registrada nos últimos três meses de 2009 foi a maior desde o terceiro trimestre de 2003, quando a economia se expandiu em 6,9%.

No trimestre, a recuperação foi impulsionada pelo aumento de 2,9% nos investimentos, de 18,1% nas exportações e de 2,0% no consumo pessoal. O setor de veículos foi responsável por 0,61 ponto percentual da alta do PIB.

As empresas reduziram seus estoques no quarto trimestre em US$ 33,5 bilhões, muito menos que as reduções de US$ 139,2 bilhões e de US$ 160,2 bilhões promovidas no terceiro e no segundo trimestre, respectivamente. O ritmo menor de redução de estoques acrescentou 3,39 pontos porcentuais ao PIB no quarto trimestre.

veja também