MENU

Prazo longo e crédito fácil fazem shopping crescer 17% em 2010

Prazo longo e crédito fácil fazem shopping crescer 17% em 2010

Atualizado: Domingo, 13 Fevereiro de 2011 as 11:03

Os shopping centers tiveram crescimento de 17% no faturamento em 2010. Segundo dados da Abrasce (associação dos shoppings), o faturamento do setor no ano passado chegou a cerca de R$ 87 bilhões. A expectativa era que os shoppings registrassem crescimento de 12%.

Segundo Luiz Fernando Pinto Veiga, diretor-executivo da entidade, a expansão ocorreu principalmente a partir de julho. "O primeiro semestre foi mais acanhado, apesar de crescente, ainda com resquícios da crise", diz. Veiga afirma que as vendas foram impulsionadas por crédito fácil e longos prazos de financiamento. "Os brasileiros não estão preocupados com juros, mas se a prestação cabe no bolso."

Segundo dados da Abrasce, as lojas de shopping veem o faturamento aumentar em ritmo maior que a expansão física do setor. De 2005 a 2010, o faturamento cresceu 91%, de R$ 45,5 bilhões para R$ 87 bilhões. No período, a área bruta locável, espaço comercializável dos shoppings, cresceu 46%.

Para Veiga, isso é resultado de fatores como modernidade, conforto e segurança. "Em dias quentes, o consumidor prefere fazer compras no ar-condicionado", afirma.

De 2005 a 2010, o público dos shoppings cresceu 82%, passando de 181 milhões, em 2005, a 329 milhões, em 2010.

CLASSE C Apesar de a maior parte do público dos shoppings pertencer à classe B, a ascensão da classe C ajudou a elevar o faturamento do setor. "Os emergentes estão cada vez mais presentes não só passeando, mas também comprando", diz Luís Augusto da Silva, da Alshop (associação de lojistas de shoppings).   FOnte: Folha.com

veja também