MENU

Preço do leite cai e inflação pelo IGP-10 fica em 0,10% em outubro

Preço do leite cai e inflação pelo IGP-10 fica em 0,10% em outubro

Atualizado: Sexta-feira, 16 Outubro de 2009 as 12

A inflação calculada pelo Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) caiu em setembro a menos de um terço da variação registrada no mês anterior. Influenciado pelos preços do leite, que ficou mais barato tanto no atacado quanto no varejo, o IGP-10 passou de 0,35% para 0,10% este mês, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Ajudada pela queda de 5,56% no preço do leite, o Índice de Preços por Atacado (IPA) variou 0,09% em outubro, significativamente abaixo da taxa de 0,46% registrada em setembro. Dentro do grupo, a taxa dos alimentos in natura foi reduzida de 6,38% para -5,83%. Além do leite, também tiveram forte influência de baixa sobre o IPA os preços das aves (-7,49%) e da soja em grão (-2,41%).

No corte por origem, os produtos agropecuários tiveram deflação de 1,18%, seguindo uma alta de 0,52% no mês passado. Já a taxa dos produtos industriais subiu de 0,44% para 0,50%.

Preços ao consumidor subiram menos

Na passagem de setembro para outubro, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) também ficou menor, com a taxa recuando de 0,24% para 0,11%. Também entre os preços para o consumidor o leite foi o produto que exerceu maior influência de baixa, com o leite longa vida ficando 11,01% mais barato no período.

De acordo com a FGV, a desaceleração no IPC deveu&S208;se exclusivamente ao grupo alimentação, o único a apresentar decréscimo em sua taxa de variação, que passou de 0,62%, em setembro, para &S208;0,66%, em outubro. As maiores contribuições para a desaceleração do grupo partiram dos itens: hortaliças e legumes (5,88% para &S208;1,82%) e frutas (9,00% para &S208;0,61%).

Nos demais grupos pesquisados, a taxa de variação ficou maior de setembro para outubro: vestuário (de &S208;0,80% para 0,77%), despesas diversas (de 0,22% para 0,68%), habitação (de 0,29% para 0,57%), transportes (de 0,11% para 0,38%), educação, leitura e recreação (de &S208;0,10% para 0,07%) e saúde e cuidados pessoais (de &S208;0,02% para 0,08%).

Terceiro componente do IGP-10, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em outubro, taxa de variação de 0,20%, acima do resultado do mês anterior, de &S208;0,11%.

veja também