MENU

Preços ao produtor sobem menos em outubro, diz IBGE

Preços ao produtor sobem menos em outubro, diz IBGE

Atualizado: Quarta-feira, 7 Dezembro de 2011 as 9:43

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) subiu 0,85% em outubro, alta menor à registrada em setembro, que foi de 1,23%, divulgou nesta quarta-feira (7) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE ). Na comparação com outubro de 2010, os preços subiram 4,77%, taxa também menor da de 4,91% registrada nos 12 meses encerrados em setembro. A alta acumulada em 2011 até ficou em 2,86%, maior que a de 1,99% até setembro.

De acordo com o IBGE, o IPP mede a evolução dos preços de produtos “na porta de fábrica”, sem impostos e fretes, de 23 setores da indústria de transformação.

Em outubro de 2011, 17 das 23 atividades apresentaram altas de preços, mesma quantidade do mês anterior. As quatro maiores variações observadas em outubro, em relação a setembro, foram entre os produtos das atividades de bebidas (3,62%), metal (3,46%), outros produtos químicos (2,74%) e papel e celulose (-2,12%).

Os itens de maior influência foram outros produtos químicos (0,30 ponto percentual), alimentos (0,16 ponto percentual), veículos automotores (0,11 ponto percentual) e produtos de metal (0,10 ponto percentual).

No acumulado do ano, tiveram as maiores variações em calçados e artigos de couro (14,70%), equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-11,15%), outros produtos químicos (10,28%) e borracha e plástico (8,63%).

No acumulado de 12 meses, as quatro maiores variações de preços ocorreram em calçados e artigos de couro (16,64%), outros produtos químicos (13,84%), bebidas (11,71%) e equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-11,67%).

Setores

Os preços dos alimentos variaram positivamente, em outubro, em 0,85% quando comparados a setembro. Na mesma comparação, variação de preços dos calçados e produtos de couro foi praticamente nula. O setor de refino de petróleo e produtos de álcool registrou variação positiva de 0,79%. A atividade de fabricação de outros produtos químicos apresentou variação de 2,74%.

Os preços do setor de produtos de metal variaram em 3,46%, maior variação positiva da série. Com isso, as variações acumuladas no ano saíram de recuo de 6,47% em setembro para queda de 3,24% em outubro.

Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos registrou alta de 0,47% em outubro com relação a setembro, a primeira variação positiva desde março.

Os preços da produção de veículos automotores apresentaram alta de 0,97% em outubro na comparação com setembro.        

veja também