MENU

Queda do dólar preocupa equipe econômica do governo

Queda do dólar preocupa equipe econômica do governo

Atualizado: Sexta-feira, 22 Maio de 2009 as 12

valorização do real em relação à moeda americana nas últimas semanas reacendeu no governo a discussão sobre as causas e, consequentemente, as medidas que devem ser adotadas para evitar que a subida da moeda brasileira prejudique a recuperação da economia, informam Leandra Peres e Ney Hayashi da Cruz na edição de hoje da Folha.

No Ministério da Fazenda prevalece a visão de que a taxa de juros brasileira, alta para os padrões internacionais, explica a enxurrada de dólares de investidores estrangeiros que está levando à valorização da moeda. No Banco Central, por sua vez, a análise se baseia na melhora do ambiente internacional, que faz os investidores recuperarem o apetite por aplicações em países em desenvolvimento, mais arriscados.

A divergência no diagnóstico leva a soluções diferentes. A equipe econômica - tanto BC quanto Ministério da Fazenda - concorda que um dólar cotado a R$ 2,50, como no início de dezembro do ano passado, um dos piores momentos da crise econômica, não era sustentável. Em ambos os cenários há uma previsão de valorização da moeda brasileira.

No curto prazo, a estratégia do BC tem sido comprar dólares para as reservas internacionais do país. Com a cotação do dólar caindo para perto de R$ 2, este seria o momento de o BC recompor sua posição em moeda forte. Para a Fazenda, a solução passa por reduções mais agressivas dos juros. A compra de dólares é vista como necessária, mas não dará conta do recado sozinha.

veja também