MENU

Receita menor e economia motivaram o corte de R$ 50 bi

Receita menor e economia motivaram o corte de R$ 50 bi

Atualizado: Terça-feira, 15 Fevereiro de 2011 as 4:41

O corte de R$ 50 bilhões do orçamento deste ano foi motivado, de acordo com o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, pela revisão das receitas e pelo desejo de reservar o dinheiro para pagar os juros da dívida pública.

A declaração foi concedida nesta terça-feira (15) durante  reunião com deputados da bancada do DEM na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (15).

Na prática isso significa dizer que o governo refez as contas e viu que só conseguiria fechá-las se tirasse exatos R$ 50 bilhões das despesas.

- Grosso modo, esses R$ 50 bilhões se devem a uma redução da estimativa de receita líquida do governo de R$ 18 bilhões em relação ao orçamento aprovado pelo Congresso e a uma redução adicional para fazer a meta integral de resultado primário de R$ 32 bilhões. O orçamento aprovado pelo Congresso Nacional previa a meta no mínimo permito pela Lei Orçamentária.

 Os R$ 50 bilhões, portanto, referem-se a soma de R$ 18 bilhões de receitas o governo esperava ter mas não terá com R$ 32 bilhões,  que é quanto irá precisar economizar para pagar os juros da dívida pública.

Apesar do corte, o governo estima crescimento de 13,8% das receitas em 2011 na comparação com o ano passado e de 9,5% nas despesas.

O detalhamento do corte anunciado na semana passada deve ser divulgado ainda esta semana.

Por Mariana Londres

veja também