MENU

Redes sociais trazem trabalho em dobro

Redes sociais trazem trabalho em dobro

Atualizado: Segunda-feira, 30 Agosto de 2010 as 9:49

Não são apenas os candidatos à Presidência da República, Governo de Estado e Congresso Nacional que estão usando e abusando das redes sociais. Hoje, quem não faz parte de nenhuma comunidade na web simplesmente não existe, pelo menos, no mundo virtual.

O norte-americano Dan Schawbel, autor do livro “Me 2.0: Build a Powerful Brand to Achieve Career Success” (Eu 2.0: Construa uma marca poderosa para atingir sucesso na carreira, em tradução livre do inglês), afirma que as redes sociais estão se tornando um requisito para o sucesso na carreira.

Segundo ele, o acesso digital – blogs, podcasts e rede de relacionamentos on-line – são a identidade virtual desse profissional e a maneira como as pessoas o descobrem e se conectam com ele. “São propagandas gratuitas dele mesmo e permitem se conectar diretamente com recrutadores, empresários e headhunters, em vez de se submeter a uma ficha de inscrição para um trabalho”, comenta Schawbel no site mashable.com, específico sobre mídias sociais.

Critérios

Alimentar essas redes requer não apenas tempo, mas uma boa dose de bom senso. “Colocar uma foto de topless em uma rede social de amigos, por exemplo, pode trazer consequências desastrosas para a profissional. As pessoas têm de saber que uma vez na internet, o arquivo, foto ou vídeo torna-se público”, diz a consultora organizacional Juliana Melo.

Com isso, além do trabalho cotidiano, o profissional deverá separar um tempo do seu dia para atualizar seus perfis na internet. Para Schawbel, as redes devem ser selecionadas com base em três critérios: volume de usuários que permitirão que o seu conteúdo seja compartilhado; credibilidade da rede considerando quem faz parte dela e, por fim, sua relevância. Há ferramentas específicas para médicos, industriais, corretores imobiliários, entre outros.

Presente

Juliano Souza, gerente de marketing da Giuliana Flores, diz que as redes sociais são um canal de comunicação extremamente eficiente com o cliente. Ele comenta que a empresa está presente no Twitter, Facebook e Orkut com o objetivo de estar presente.“Conseguimos humanizar o atendimento, conversar diretamente com o cliente, entender a necessidade de cada um. É necessário pensar em conteúdo, não só em promoções, pois o assunto deve ser interessante para o internauta”, diz Souza.

Guilherme Pizzini, diretor-comercial do portal de leilão virtual, Olho no Click, comenta que as redes sociais são importantes para qualquer negócio. “Não sei se o profissional necessariamente precisa trabalhar em dobro, o que tenho certeza é que todos nós devemos levar em consideração as redes sociais”, diz. “Elas devem ser vistas como parte do trabalho, já que, em alguns casos, podem trazer resultados tão bons ou melhores que os de publicidade em canais de mídia tradicionais.”

Postado por:Thatiane de Souza

veja também