MENU

Roberto Carlos lança cartão de crédito estampado com sua imagem

Roberto Carlos lança cartão de crédito estampado com sua imagem

Atualizado: Terça-feira, 28 Dezembro de 2010 as 10:04

O cantor Roberto Carlos lançou nesta segunda-feira (27) um cartão de crédito estampado com sua imagem. A novidade foi anunciada durante uma entrevista coletiva realizada em um hotel em Ipanema, na Zona Sul do Rio. O novo produto estará disponível para comercialização a partir do dia 19 de abril de 2011, data em que o Rei completará 70 anos.

Batizado de Credicard Emoções, a iniciativa é uma parceria com a Credicard, administradora de cartões do Citibank no Brasil, e trará vantagens para os clientes, como pré-venda exclusivas de ingressos, de pacotes para a temporada do cruzeiro Emoções em Alto Mar e acesso aos bastidores dos shows do cantor.

"Cartão de crédito tem tudo a ver com credibilidade. Para mim, essa parceria é mais que uma alegria, que um prazer, é uma honra. E acho que também ganho prestígio. E as pessoas me verão de uma forma mais séria", brincou o Rei.

De acordo com o presidente da Credicard, Leonel Andrade, o contrato prevê exclusividade por 10 anos, com a possibilidade de ser estendido.

"Nossos grandes investimentos estão voltados para o entretenimento, e ter o Roberto Carlos foi obviamente o maior sonho da empresa. Em se tratando de cartões de crédito, 10 anos é um tempo muito longo. Mas, se Deus quiser, iremos em direção ao infinito, muito além do horizonte", declarou Andrade, fazendo referência à canção "Além do horizonte", uma das parcerias entre o Rei e Erasmo Carlos.

Ainda segundo o presidente da Credicard, a meta da empresa é conseguir um milhão de clientes nos primeiros cinco anos de contrato. Ele também adiantou que os interessados já podem tirar dúvidas e efetuar pré-inscrições através do site da administradora.

"Serão produtos para diversos tipos de renda, o que inclui um cartão pré-pago para aqueles que estejam passando por algum problema de crédito. E benefícios serão voltados para os fãs de Roberto, incuindo pacotes para shows internacionais. Além disso, o cliente vai poder escolher através da internet qual imagem do cantor, dentre algumas pré-aprovadas, ele vai querer ver estampada no seu cartão", detalhou o executivo, destacando que todos os detalhes do produto serão divulgados no próximo mês.

Fisioterapia e analgésicos

Roberto Carlos aproveitou a presença dos jornalistas para explicar a lesão que praticamente o obrigou a cantar sentado durante a maior parte do show gratuito realizado na Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, no último sábado (25).

"Aconteceu três dias antes da apresentação. Estava andando de triciclo e, quando desci do veículo, acho que pisei de mal jeito e pincei o nervo ciático (que controla articulações do quadril, joelho e tornozelo, além de alguns músculos posteriores). Mas não cheguei a cair", contou o cantor, que foi obrigado a tomar "litros de analgésico" e fazer fisioterapia intensiva para suportar as dores durante o show.

Ele também apressou-se em dizer que as lágrimas derramadas no início da apresentação não foram de dor. "Aquilo foi choro de emoção mesmo, a dor eu estava aguentando firme. Foi lindo. Copacabana é o máximo. tem a praia mais linda e mais famosa do mundo. Fazer um show para aquela multidão toda me emocionou realmente".

Perguntado sobre rumores de um possível romance com a cantora Paula Fernandes, uma das cantoras que dividiu o palco com Roberto no sábado, o cantor respondeu de forma bem humorada: "É uma cantora supertalentosa, muito bonita e atraente, mas não temos nada além de uma amizade. Mas ela é maravilhosa. Quem não a namoraria?"

Ainda segundo o cantor, as sessões de fisioterapia continuarão pelos próximos meses — o Rei será homenageado pela Beija-Flor no carnaval carioca do ano que vem. "Preciso estar totalmente recuperado. Desfilar sentado? De jeito nenhum. Estarei em pé. E sambando", ressaltou.

Novo disco

Para 2011, Roberto revelou que a prioridade será a conclusão e o lançamento de um disco de músicas inéditas que, segundo ele, vem sendo adiado há algum tempo em virtude de outros compromissos profissionais.

"Vou terminá-lo no ano que vem, é isso que farei em 2011. Preciso concluir duas ou três canções, mas já tenho grande parte do repertório pronto. Quero que seja realmente muito bem feito. A gente vai ficando cada vez mais detalhista e exigente, e isso demanda tempo. Como diz o Sting, nunca entrego um disco para a gravadora. De maneira geral, eu o abandono. Porque chega um momento em que não aguento mais. Além disso, ainda tenho que lidar com pressões do Dody (Sirena, seu empresário) e da gravadora", contou.

veja também