MENU

A taxa de inadimplência do comércio varejista avançou 4,74% em outubro deste ano

A taxa de inadimplência do comércio varejista avançou 4,74% em outubro deste ano

Atualizado: Quarta-feira, 7 Novembro de 2012 as 10:28

 

A taxa de inadimplência do comércio varejista avançou 4,74% em outubro deste ano, na comparação com igual mês do ano passado, segundo informou nesta quarta-feira (7) a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em conjunto com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Trata-se do segundo aumento consecutivo, nesta base de comparação.
 
De acordo com avaliação do SPC Brasil e da CNDL, o aumento da inadimplência veio na sequência das compras referentes ao Dia dos Pais. "Mas, embora tenha aumentado em outubro, são visíveis os esforços do consumidor para renegociar as dívidas contraídas nos últimos meses", acrescentaram as entidades.
 
Dívidas antigas impactam indicador
Segundo o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, apesar de os trabalhadores inadimplentes estarem saindo do banco de dados do SPC Brasil, as dívidas antigas continuam impactando "fortemente" o orçamento dos brasileiros. "Esse viés de alta na inadimplência, se se confirmar em novembro, é bastante preocupante para as vendas do Natal e, especialmente, do próximo ano", avaliou ele.
Pellizzaro também disse que os comerciantes estão mais "cautelosos". "A influência da oferta de crédito nas vendas segue abalada. Esse índice de elevação da inadimplência no varejo faz com que todo mundo aumente os critérios na hora da concessão. A primeira expectativa de que a turbulência poderia acabar em dezembro de 2012 não está se confirmando", concluiu.
 
Consultas e cancelamentos de registros
A CNDL e o SPC Brasil disseram ainda que o número de consultas para compras a prazo e para pagamentos com cheques (indicador relacionado com o volume de vendas) subiu 0,81% em agosto de 2012, na comparação com o igual período do ano anterior.
"A expansão do volume de crédito de recursos livres para pessoa física (crédito para o consumo), em 13,5% nos últimos doze meses, é um dos fatores que mais contribuíram para o crescimento das vendas em relação a outubro de 2011", acrescentou o presidente da CNDL.
Os dados da CNDL/SPC Brasil mostram, porém, que houve um aumento de 1,91% no cancelamento dos registros (de inadimplência) em agosto, contra o mesmo mês de 2011.
 
Metodologia
A CNDL lembra que sua base de dados incorpora os grandes e pequenos varejistas, mas não inclui as operações com cartões de crédito. As transações com cartões de crédito absorvem cerca de 20% do volume total de operações, segundo estimativas da entidade. Os dados da CNDL envolvem, porém, a consulta em mais de 150 milhões de cadastros de pessoa física (CPF) de consumidores em 800 mil pontos de vendas credenciados.
 

veja também