MENU

Tem que ver onde dólar estabiliza para saber se impactará preços

Tem que ver onde dólar estabiliza para saber se impactará preços

Atualizado: Terça-feira, 27 Setembro de 2011 as 2:59

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini , disse nesta terça-feira (27) que um eventual repasse da alta do dólar para os preços, no Brasil, dependerá do estabelecimento de um novo patamar para a taxa de câmbio. Alguns analistas sustentam que a subida atual da taxa de câmbio seria transitória e que o dólar tende a volta para o patamar de R$ 1,65 a R$ 1,70 no fim deste ano. "O câmbio flutua para os dois lados. Tem que esperar para ver se estabelece em um patamar para somente depois reajustar os preços. O repasse de curto prazo de 3% e de longo 8%. Em 12 meses, 5% [a cada 10% de aumento no câmbio, repasse de 0,5 ponto percentual para a inflação] de repasse está de bom tamanho. Mas primeiro tem que ver onde estabilizou", declarou Alexandre Tombini durante audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal.     Alexandre Tombini reafirmou que a autoridade monetária voltará atuar no mercado de câmbio, como fez na semana passada no mercado futuro de dólar (ao vender contratos de "swap cambial" - que funcionam como uma venda de dólar no mercado de derivativos), para fornecer a liquidez necessária. "O BC entrou no mercado de derivativos e ajudou no processo de normalização das condições. Vamos atuar sempre que entender que o mercado precisa", disse ele.

O presidente do Banco Central lembrou que, em 2008, na primeira fase da crise financeira internacional, empresas foram pegas no contrapé no mercado futuro, acreditando somente em queda do dólar, e registraram perdas. "Em 2008, houve perdas com a estratégia de que a direção era uma só. Não estamos vendo nada disso [no cenário atual]", concluiu Tombini.            

veja também