MENU

Tombini faz mudanças na estrutura organizacional do BC

Tombini faz mudanças na estrutura organizacional do BC

Atualizado: Sexta-feira, 6 Maio de 2011 as 1:50

O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, promoveu uma série de mudanças na estrutura organizacional da autoridade monetária, além de alterações de denominações, competências, atribuições e subordinação de suas unidades, conforme portaria publicada nesta sexta-feira (6) no Diário Oficial da União.

Segundo a assessoria de imprensa do BC, as mudanças buscam propiciar "sinergia, especialização, facilidade de padronização dos processos de trabalho e potencialização das competências profissionais".

O diretor de Normas e Organização do Sistema Financeiro (Dinor), função atualmente ocupada por Luiz Awazu Pereira da Silva, passará a ser denominado diretor de Regulação do Sistema Financeiro, sob a mesma sigla Dinor. Ele também é responsável pela Diretoria de Assuntos Internacionais, que terá suas atribuições acrescidas para Assuntos Internacionais e Gestão de Riscos Corporativos (Direx). Já o diretor de Liquidações e Controle de Operações de Crédito Rural (Dilid), Sidnei Corrêa Marques, passa a responder como diretor de Organização do Sistema Financeiro e Controle de Operações do Crédito Rural (Diorf).

A partir de agora, a Gerência Executiva de Normatização de Câmbio e Capitais Estrangeiros (Gence) estará subordinada à Diretoria de Normas - e não mais à de Assuntos Internacionais. O Departamento de Controle e Análise de Processos Administrativos Punitivos (Decap) ficará sob a alçada do Diorf - até então prestava contas para a Diretoria de Fiscalização (Difis). Já o Departamento de Organização do Sistema Financeiro (Deorf) passará da Dinor para a Diorf.

O Diário Oficial traz ainda a extinção da Gerência Executiva de Relacionamento da Fiscalização (Gefis). O trabalho dessa gerência passará a ser executado pelo gabinete da Difis. No caso da Gerência Executiva de Risco da Área de Política Monetária (Gepom), foi feita uma alteração de denominação para Gerência Executiva de Riscos Corporativos e Referências Operacionais (Geris), que se torna subordinada à Direx.

A partir de agora, caberá ao Departamento de Relações Internacionais (Derin) a tarefa de apresentar ao Comitê de Política Monetária (Copom) as informações sobre economia internacional. O responsável pela efetivação das mudanças com a adoção de medidas administrativas será o Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão (Depog).

veja também