MENU

Valor médio de refeição fora de casa foi de R$ 21,11 em 2010

Valor médio de refeição fora de casa foi de R$ 21,11 em 2010

Atualizado: Terça-feira, 15 Fevereiro de 2011 as 4:31

O valor médio nacional da refeição fora de casa, composta por prato principal, bebida não alcoólica, sobremesa e cafezinho, foi de R$ 21,11 em 2010, conforme aponta pesquisa da Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert) divulgada nesta terça-feira (15).

Segundo a associação, o aumento nos preços dos alimentos ao longo de 2010 teve reflexo direto sobre o valor cobrado pelas refeições nas principais capitais brasileiras.

A pesquisa foi realizada entre os dias 22 de novembro e 6 de dezembro de 2010 e envolveu uma amostra de 3.256 entrevistas com proprietários ou responsáveis por informações sobre preços.

Em 2009, o preço médio fora de R$ 18,20. No entanto, de acordo com a associação, houve algumas mudanças na realização da pesquisa em 2010.

Para o presidente da Assert, Artur Almeida, o aquecimento da economia brasileira resultou no aumento da demanda por refeições fora de casa. Aliado a isso está o aumento nos preços de Itens considerados fundamentais na composição de uma refeição, como feijão (51,49%) e carne (29,64%).

"A pesquisa Assert reflete os mesmos aumentos registrados pelo IPCA [Índice de Preços ao Consumidor Amplo] do IBGE, indicador oficial de preços, usado pelo governo federal para definir as metas de inflação. Enquanto o cômputo geral do IPCA foi de 5,9% nos 12 meses de 2010, a refeição fora do domicílio (um dos itens que compõe o índice) subiu 10,34%", disse a associação por meio de nota.

Segundo a pesquisa, os preços médios mais altos de refeições foram encontrados nas regiões Sudeste, cujo preço médio foi de R$ 22,19, e Centro-Oeste, de R$ 21,21. Em 2009, em ambas as regiões, os valores haviam sido de R$ 19,10.

Por meio de nota, a associação informa que a pesquisa serve como instrumento para estabelecer um parâmetro para a atualização dos valores do benefício refeição pago aos trabalhadores.

"Esse valor varia conforme a região em que atuam e as exigências de qualidade alimentar do PAT – Programa de Alimentação do Trabalhador instituído no Brasil em 1976 e que, neste ano, completa 35 anos em vigor. Hoje, o preço médio dos vouchers no país está em R$ 10", diz.

Locais Preço médio (em R$) Grande São Paulo 21,72 Rio de Janeiro 26,57 Belo Horizonte 17,97 Grande Vitória 21,57 Santos 26,34 Ribeirão Preto 20,97 São José dos Campos 20,90 Campinas 22,26 Brasília 22,77 Goiânia 18,02 Campo Grande 16,44 Cuiabá 19,83 Manaus 18,81 Belém 20,73 Fortaleza 17,01 Salvador 20,59 Recife 18,84 Curitiba 17,23 Joinville 20,72 Porto Alegre 18,24 Florianópolis 19,82 Blumenau 16,35

veja também