MENU

Varejo espera Dia dos Pais mais lucrativo que em 2009

Varejo espera Dia dos Pais mais lucrativo que em 2009

Atualizado: Quinta-feira, 22 Julho de 2010 as 12:01

Enquanto os efeitos dos aumentos na taxa de juros praticados peloBanco Central   (BC) não aparecem, o varejo aguarda mais uma data comemorativa com otimismo. Segundo pesquisa da Serasa Experian, 55% dos comerciantes brasileiros apostam em um aumento do faturamento no Dia dos Pais (2º domingo de agosto), na comparação com o mesmo período em 2009.   Nesta quarta-feira (21/7), o   BC elevou a Selic pela terceira vez consecutiva . Com uma alta de 0,50 ponto percentual, a taxa básica de juros passou de 10,25% a 10,75% ao ano. Os economistas calculam que os impactos da alta dos juros na economia real tenham uma defasagem de seis a nove meses.

Por hora, os consumidores ainda pretendem aproveitar as condições favoráveis da oferta de crédito, com prazos longos e taxas menores. A pesquisa da Serasa estima que, no Dia dos Pais, 51% das vendas serão a prazo e 49% à vista. Em 2009, a situação era inversa: 53% dos pagamentos foram efetuados à vista, e 47% a prazo.

O varejo nacional aponta que as compras a prazo serão feitas majoritariamente com o cartão de crédito parcelado (43%). Em seguida, vem o cheque pré-datado (33%); financiamento ou crediário (16%); cartão de débito parcelado (4%), e o cartão da loja parcelado (2%).

Quanto aos presentes, a maior parte dos varejistas (55%) acredita que a principal procura dos consumidores será por produtos como roupas, sapatos e acessórios. Em segundo lugar na lista dos presentes que farão mais sucesso vêm os celulares (23%), seguidos pelos equipamentos eletrônicos (6%).

veja também