MENU

Vendas de imóveis novos em SP despencam em janeiro, diz Secovi

Vendas de imóveis novos em SP despencam em janeiro, diz Secovi

Atualizado: Terça-feira, 22 Março de 2011 as 8:22

As vendas de imóveis residenciais novos na capital paulista registraram forte queda de 45% em janeiro em relação ao mesmo período do ano passado, segundo aponta pesquisa do Sindicato da Habitação (Secovi-SP) divulgada nesta terça-feira (22).

No primeiro mês deste ano, foram vendidos 830 imóveis na capital, menor volume para janeiro desde 2004 (quando houve mudança na metodologia da pesquisa), segundo o Secovi, que atribui o tombo à sazonalidade do período de férias. Em dezembro passado, foram comercializadas 4.960 unidades em São Paulo.

Para o economista-chefe do Secovi, Celso Petrucci, o resultado de janeiro é "pontual". Por isso, conforme afirmou, "ainda é cedo para traçar tendências". Ele destaca como positiva a alta registrada nos lançamentos: 601 unidades, contra 590 unidades em igual período do ano passado.

O tipo de imóvel que mais vendeu no período foi o de dois quartos. Em janeiro, foram comercializadas 307 unidades, equivalente a 37% do total vendido na capital. Imóveis de três dormitórios ficaram com a segunda maior fatia: 257 unidades (31%).

Região metropolitana

As vendas na região metropolitana de São Paulo registraram queda de 32,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. A cidade de São Paulo participou com 32,7% e as demais concentraram 1.705 unidades.

Lançamento

De acordo com a Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio), em janeiro, 601 unidades foram colocadas em oferta na capital paulista. A participação da capital foi de 37,3% no volume de lançamentos da região metropolitana, considerando-se os 1.610 imóveis ofertados no mês.

Considerando que a sazonalidade de início do ano atinge também o segmento de imóveis comerciais, janeiro teve o lançamento de apenas um empreendimento, com 31 conjuntos, na capital.

veja também