MENU

Volvo caminhões prevê demanda menor na Europa e corta produção

Volvo caminhões prevê demanda menor na Europa e corta produção

Atualizado: Terça-feira, 6 Dezembro de 2011 as 2:35

A Volvo, segunda maior fabricante de caminhões do mundo, disse nesta terça-feira (6) que adotará uma semana de trabalho menor para os empregados da unidade Renault Trucks, na Europa, para ajustar a produção diante de uma possível queda na demanda.

"Estamos fazendo um ajuste em linha com a nossa expectativa de que haverá um declínio de 10% em 2012 no mercado total europeu", declarou o porta-voz da Volvo, Marten Wikforss.

"Não vamos comentar quantas pessoas serão [afetadas], [quais] as linhas de produção e outros destalhes", acrescentou Wikforss, evitando dar mais informações.

Os caminhões feitos para a marca Renault correspondem a 1/4 dos veículos feitos pela fabricante neste ano, até o fim de outubro. As demais marcas para qual o grupo produz são a própria Volvo e a Mack.

Previsões para 2012

Além da tensão com a Europa, o setor prevê um crescimento lento das vendas nos países emergentes e também no campo da construção na China, além de um 2012 mais fraco no Brasil para caminhões. Na América do Norte, no entanto, é aguardada alta de 20% no ano que vem. Neste ano, a venda deve chegar a 210 mil unidades.

Apesar da previsão de queda de 10% nas vendas na Europa também em 2012, a Volvo anunciou que, neste ano, as vendas deverão superar as de 2010, com 240 mil unidades contra 179 mil.    

veja também