MENU

Zona do euro tem déficit em conta de 700 milhões, diz BC europeu

Zona do euro tem déficit em conta de 700 milhões, diz BC europeu

Atualizado: Sexta-feira, 18 Março de 2011 as 9:42

A zona do euro registrou em janeiro um déficit em conta corrente de 700 milhões de euros em janeiro, informou nesta sexta-feira (18) o Banco Central Europeu (BCE). O resultado mostra uma desaceleração do déficit que, em dezembro de 2010, havia sido de 12,5 bilhões de euros (dados revisados).

O déficit de janeiro foi o menor desde janeiro de 2010, quando a região apresentou um superávit em conta corrente de 1,6 bilhão de euros. Os dados são ajustados por efeitos sazonais e levam em conta o número de dias trabalhados em cada mês.

A conta corrente do balanço de pagamentos é uma medida ampla das relações de um país - ou região, como no caso da zona do euro - com o exterior. O resultado inclui o saldo da balança comercial e da balança de serviços, entre outros.

A zona do euro registrou um fluxo de saída líquido de investimento em portfólio em janeiro, uma vez que os investidores evitaram a dívida da zona do euro em meio a temores sobre a solvência de alguns países membros e bancos.

Compensação

O BCE disse que o déficit na transferência corrente foi quase totalmente compensando pelo superávit de bens, serviços e renda. O superávit no comércio de bens aumentou para 1,5 bilhão de euros em janeiro, em comparação com o superávit de 300 milhões de euros no mês anterior, enquanto o déficit em serviços observado em dezembro, de 500 milhões de euros, foi revertido para um superávit de 4 bilhões de euros em janeiro.

A conta financeira não ajustada sazonalmente da zona do euro, combinada com investimento direto e em portfólio, mostrou saída de capital líquido de cerca de 7 bilhões de euros em janeiro, em comparação com entradas de 42 bilhões de euros em dezembro.

Os dados mostraram ainda que os investidores evitaram a dívida da zona do euro, efetuando uma venda líquida de 28,7 bilhões de euros em títulos e outros instrumentos de dívida em janeiro, depois de serem compradores líquidos de 18,3 bilhões de euros em dezembro. Isso ajudou a reverter a entrada líquida de recursos de 23,5 bilhões de euros de investimento de portfólio em dezembro para uma saída de 14,7 bilhões de euros em janeiro.

A demanda pela dívida da zona do euro recuou substancialmente nos últimos 12 meses, uma vez que a escala dos problemas financeiros nas economias mais fracas tornaram-se mais aparentes.

As entradas de recursos acumulados para a dívida da zona do euro caíram para somente 47,7 bilhões de euros no ano até janeiro de 2011, uma queda em relação aos 306,6 bilhões de euros nos 12 meses anteriores. No entanto, a demanda por ativos da zona do euro subiu em janeiro, com as entradas líquidas alcançado 14 bilhões de euros, ante entradas líquidas de 5,2 bilhões de euros em dezembro. As informações são da Dow Jones.

veja também