MENU

FGV reaplicará prova para um cargo em concurso da Fiocruz

FGV reaplicará prova para um cargo em concurso da Fiocruz

Atualizado: Quarta-feira, 1 Dezembro de 2010 as 1:40

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) irá reaplicar a prova para o cargo de tecnologista em saúde pública - área de relacionamento com o cidadão, que oferece uma vaga. De acordo com a instituição, o exame será reaplicado para 16 candidatos, neste domingo (5). Ainda segundo a FGV, os candidatos  estão sendo informados, via e-mail e telefone, do local e horário onde será realizada a nova prova. A entidade informou "que foi detectado um pequeno lapso de impressão na prova".   O motivo é que a prova que foi entregue aos candidatos no domingo (28) era a mesma do dia 24 de outubro, que foi suspensa para o total de 48 perfis para candidatos do Rio de Janeiro devido a falta de exames . O exame foi reaplicado no domingo somente para o cargo de tecnologista em saúde pública.

A necessidade de novas provas surgiu após 143 candidatos desses 48 perfis não terem feito o exame no dia 24 de outubro por não terem recebido as provas na hora marcada, às 14h. O exame lacrado para esses inscritos chegou apenas às 17h do mesmo dia e, por conta do atraso, eles se recusaram a refazer a prova, disse a FGV.

Para que todos os candidatos que concorrem ao mesmo perfil fossem avaliados da mesma forma, a FGV remarcou a prova para todos os inscritos nesses perfis, e não somente para os 143 que não receberam a avaliação no domingo.

O andamento do concurso para o cargo de tecnologista em saúde pública pode ser acompanhado no site http://concurso.fgv.br/fiocruz03 .   O concurso público da Fundação Oswaldo Cruz atraiu 66.722 candidatos de níveis médio e superior em 9 estados e no Distrito Federal, interessados em ocupar 850 vagas, que envolvem 420 diferentes perfis (especializações).

Faltaram provas

Jourdan explicou que faltaram provas para alguns candidatos em seis escolas do Rio de Janeiro por conta de um problema operacional. O coordenador disse que como os candidatos a cada perfil concorrem apenas com aqueles inscritos para o mesmo perfil, não seria necessário reaplicar as provas para todos. Segundo a Fiocruz, a mesma lógica valeria para os estados. Ou seja, os inscritos para um estado concorrem apenas com aqueles do mesmo estado. É por isso que a prova só foi reaplicada no Rio de Janeiro.    

veja também