MENU

Governo de Mato Grosso vai abrir 10.022 vagas com salários de até R$ 10.013,00

Governo de Mato Grosso vai abrir 10.022 vagas com salários de até R$ 10.013,00

Atualizado: Segunda-feira, 27 Julho de 2009 as 12

O Governo de Mato Grosso autorizou no dia 23 de julho de 2009 (quinta-feira) o edital para a realização de Concurso Público do Estado para o preenchimento de 10.022 vagas em 15 carreiras e 31 cargos, que vão atender 17 órgãos e 11 Núcleos Sistêmicos. A autorização foi assinada pelo Governador Blairo Maggi em solenidade no Salão Nobre Secretário Cloves Vettorato, no Palácio Paiaguás. O concurso terá validade de dois anos, prorrogáveis por mais dois, para fazer o chamamento.

Técnicos da secretaria de Estado de Administração (SAD), responsáveis pela coordenação do concurso, adiantam que as inscrições serão abertas na semana seguinte à publicação do edital (27 e 28 de julho) e a previsão de realização  da prova é para o próximo mês de setembro. Todas as provas serão realizadas no mesmo dia, assim cada candidato poderá se inscrever para apenas uma vaga.

As vagas são para atender a Auditoria Geral (15), Departamento Estadual de Trânsito (300), Corpo de Bombeiros (60), Polícia Militar (1.000), Polícia Judiciária Civil (260), Instituto de Defesa Agropecuária (313), Instituto de Terras de Mato Grosso (27), Órgãos e Núcleos Sistêmicos (400), e Secretarias de Justiça e Segurança Pública (1.490), Meio Ambiente (100), Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social (250), Infraestrutura (45), Comunicação Social (10), Desenvolvimento Rural (40) e Educação (5.500).

"Num modo geral esse concurso supre as nossas necessidades neste momento. Até porque nós temos na Seduc (Educação) uma média anual de 500 a 600 casos de profissionais aposentados. Isso acaba gerando uma demanda, todos os anos, por novas contratações", revelou o secretário de Estado de Educação, Ságuas Moraes. O governador Blairo Maggi assinalou também que há outras secretarias que já não têm mais servidores públicos de carreira, que também se aposentaram ao longo dos últimos anos, e que essas secretarias estão atuando com um grande número de pessoas comissionadas.

O concurso deverá suprir também as necessidades de todas as delegacias do Estado de Mato Grosso que hoje não têm delegado. ''Neste concurso, 100% delas serão contempladas. Então, este concurso é o maior das duas ou três últimas décadas de Mato Grosso, e vem para preencher exatamente onde o Estado tem dificuldade'', completou o chefe do Executivo estadual, ressaltando ainda que ''não é estoque de gente concursada, mas é realmente a necessidade que o Estado tem''.

Para o secretário de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado Filho, além de suprir as necessidades, o concurso vem resolver também o problema em relação aos contratados do órgão. A Sejusp assinou um Termo de Ajustamento de Conduta com o Tribunal de Contas do Estado para a abertura de concurso. Situação parecida com a do Indea, segundo o presidente do órgão, Decio Coutinho. ''De certa forma, mais uma vez o governo dá uma resposta efetiva a essas reivindicações abrindo esses números de vagas que são essenciais para o desenvolvimento dos nossos trabalhos'', disse.

Os salários variam entre R$ 465,00 (nível fundamental) e R$ 10.013,80 para delegado, (Nível Superior). De acordo com a SAD, é o maior concurso do Centro-Oeste já realizado este ano e também o maior gerador de emprego. Para o servidor comissionado do Cerimonial do Governo do Estado há 6,5 anos, Geison Moreira, 28, esta é a oportunidade que não só ele, mas muitos dos colegas esperavam, para se efetivar e continuar trabalhando com o serviço que gostam.

O assessor de imprensa da Casa Militar, William Fidelis, é mais um dos servidores contratados no Governo de Mato Grosso que não quer perder a oportunidade. A primeira pesquisa feita pela Associação Nacional de Proteção e Apoio ao Concurso, no ano passado, apontou que "a disputa por uma vaga em concursos públicos vem crescendo a cada dia. São quase 10 milhões de candidatos no triênio (2005 / 2006 / 2007) em todo o território nacional", uma vez "que houve um aumento de 27% do funcionalismo público, fruto de um número cada vez maior de concurso em todas as esferas (municipal, estadual e federal)".

Assinaram ainda a autorização o vice-governador Silval Barbosa e secretários de Estado, Eumar Novacki (Casa Civil e Comunicação Social) e Geraldo de Vitto (Administração). Participaram da solenidade também a secretária de Estado de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social, Terezinha Maggi, secretário e dirigentes dos demais órgãos com vagas no concurso, senadora Serys Slhessarenko, deputados estaduais e servidores estaduais civis e militares.

Durante a solenidade o governador Blairo Maggi anunciou ainda 22 vagas para a Superintendência de Defesa do Consumidor - Procon-MT, que serão inclusas no edital.

Das Vagas

Nível Superior: Analista Administrativo de Defesa e Agropecuária Florestal (6), Analista do Meio Ambiente (100), Auditor (15), Delegado (60), Escrivão (140), Fiscal de Defesa e Agropecuária e Florestal (163), Gestor Governamental (50), Investigador (60), Perito Oficial Criminal (60), Professor Educação Básica (3.000), Técnico da Área Instrumental do Governo (300), Técnico do Serviço do Trânsito (16), Técnico do Sistema Prisional (110), Técnico do Sistema Socioeducativo (66), Técnico em Desenvolvimento Econômico (182), Técnico Fundiário (18);

Nível Médio: Agente da Área Instrumental do Governo (100), Agente de Serviço de Trânsito (284), Agente em Desenvolvimento Econômico (213), Agente Fiscal de Defesa Agropecuária Florestal I (47), Agente Fiscal de Defesa Agropecuária Florestal II (97), Agente Fundiário (9), Agente Orientador do Sistema Socioeducativo (280), Agente Prisional (825), Assistente do Sistema Prisional (165), Assistente do Sistema Socioeducativo (54), CBM (60), PM (1.000), Técnico Administrativo Educacional (500), Técnico em Necropsia (20);

Nível Fundamental: Apoio Administrativo Educacional (2.000).

Mais informações através do endereço eletrônico www.secom.mt.gov.br.

veja também