MENU

Governo - SC lança Programa de Segurança Máxima

Governo - SC lança Programa de Segurança Máxima

Atualizado: Segunda-feira, 4 Abril de 2011 as 8:47

Com o objetivo de aumentar a Segurança Pública e diminuir os índices de violência e criminalidade, o governador lançou o Programa de Segurança Máxima em Chapecó, nesta sexta-feira (1º de abril de 2011). O projeto, inédito na região, disponibilizará 100 novos militares para o efetivo e 100 câmeras de monitoramento na cidade. "Iniciamos o programa em Chapecó e vamos chegar em todas as regiões do Estado", informou o governador.

Ele, acompanhado do secretário de Segurança Pública, e do prefeito de Chapecó, autorizou o aumento na liberação de recursos das parcelas mensais para a aceleração das obras no novo Presídio Regional de Chapecó, que a partir de agora deve ser concluído em, no máximo, sete meses. Conforme o governador todo esforço realizado na segurança pública pretende oferecer qualidade de vida à população, com uma cidade tranquila, em um ambiente de cordialidade e paz social.

"Estamos aumentando o efetivo da Polícia Militar e da Polícia Civil em toda Santa Catarina. Vamos continuar fazendo melhorias, com novas unidades prisionais e com medidas de segurança, cada vez mais fortalecidas, para termos equipamentos e profissionais qualificados. Os desafios são grandes, sabemos que temos que avançar para obtermos os resultados esperados", disse o governador.

No primeiro momento, 45 PMs, que estavam na operação veraneio, atuarão nos trabalhos, os outros 55 militares serão incrementados no mês de julho, após a conclusão do curso de formação da Polícia Militar de Santa Catarina. As câmeras de vídeo monitoramento devem ser instaladas até o final do ano, um investimento do Governo do Estado de R$ 3,3 milhões, com 80 quilômetros de fibra óptica. De acordo com o secretário de Segurança, as câmeras serão instaladas em pontos estratégicos e suas imagens visualizadas na Central Regional que funciona no 2º Batalhão da Polícia Militar.

Já a prefeitura municipal, investirá R$ 2 milhões na aquisição de equipamentos que serão disponibilizados às polícias, bombeiros e para a Guarda Municipal. Com esses recursos serão adquiridas 40 motos, 12 carros, além da contratação de 50 guardas municipais. "A partir de agora os criminosos mudam de profissão e viram pessoas de bem ou mudam de Estado, pois em Chapecó e Santa Catarina a segurança será máxima", enfatizou o prefeito.

Presídio - O novo presídio de Chapecó era uma reivindicação antiga da comunidade. Atualmente cerca de 40% das obras já estão concluídas. O local de instalação está situado no Bairro Efapi, concentrado na área que abrange também a Penitenciária Agrícola. O investimento é de R$ 7,8 milhões, tendo uma área total de 14 mil metros quadrados, sendo 6.861,16 m² de área construída. A capacidade da nova estrutura será para receber 352 presos. Serão 40 celas coletivas para oito presos e 16 para dois presos em cada.

Segundo o gerente do presídio, três principais motivos influenciaram na decisão da construção do presídio: as reivindicações da sociedade, a fragilidade da estrutura física e o aumento da população carcerária em Chapecó.

Para o governador a conclusão do novo presídio em sete meses vai auxiliar na redução de superlotação, realidade não só de Chapecó, mas de todo Brasil. O governador destacou que é preciso rever todo processo prisional. "Precisamos trabalhar na recuperação e qualificação dos presos, pois pesquisas demonstram que a cada 10 presos que são liberados no país, nove retornam. Queremos seguir o exemplo da Penitenciária Industrial de Joinville, onde de 10 presos apenas um volta para prisão", explicou.

Mais informações através do endereço eletrônico do Governo do Estado de Santa Catarina .

veja também