MENU

Jovem do subúrbio vira cabeleireiro em curso de multinacional no Rio

Jovem do subúrbio vira cabeleireiro em curso de multinacional no Rio

Atualizado: Segunda-feira, 13 Setembro de 2010 as 10:13

Há dois anos, quando começou a cortar, a máquina, o cabelo de amigos e vizinhos, Felipe Rocha, de 17 anos, não imaginava que se formaria com um aval de uma multinacional do setor e estaria prestes a abrir sua própria barbearia. As paredes já estão levantadas no terreno de sua casa, em Irajá, no subúrbio do Rio.

“Eu prestava atenção quando ia cortar o cabelo, cortei de um amigo, depois fui cortando de casa. Aí depois consegui juntar um dinheirinho e comprei minha própria máquina. Na época era só um hobby, hoje descobri que é o que eu gosto de fazer”, lembra ele, que cuida das madeixas da mãe, da namorada e da avó, além dos clientes, que já são, diz ele, mais de 100.

A nova profissão vem dando tão certo que, durante o curso, ele chegou a ser chamado para trabalhar no Fashion Rio. “Minha namorada ficou com ciúmes, mas como corto mais cabelos masculinos, é mais tranquilo”, brinca ele, que, jura, apesar da brincadeira maldosa de alguns amigos, nunca sofreu preconceito com a escolha.

Diploma na mão, o sonho agora é terminar a obra e transformar seu negócio numa tradicional barbearia de bairro. Trabalhando como auxiliar de serviços gerais, doméstica e camelô, sua mãe vem economizando para lhe dar o presente dos sonhos: uma cadeira profissional.

“Ainda não tenho dinheiro para ajudar em casa, mas já não perturbo mais ela pedindo nada”, orgulha-se Felipe. A formatura da Oficina da Beleza, da L’Oreal, acontece neste sábado (11).

veja também