MENU

Prominp prorroga prazo para 28 mil vagas em cursos de petróleo e gás

Prominp prorroga prazo para 28 mil vagas em cursos de petróleo e gás

Atualizado: Sexta-feira, 10 Setembro de 2010 as 1:46

O Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp) prorrogou as inscrições pela internet para o processo de seleção pública com o objetivo de qualificar mão-de-obra para a indústria nacional de petróleo e gás, especialmente as da Petrobras. São oferecidas 27.915 vagas, em 13 estados, para cursos gratuitos em categorias profissionais de níveis básico, médio, técnico e superior. O processo é executado pela Fundação Cesgranrio - veja aqui o edital.

Para os cursos de nível básico a taxa de inscrição será de R$ 24; nos níveis médio e técnico, de R$ 40; e para nível superior, de R$ 60.

O candidato deve ter idade igual ou superior a 18 anos, além de preencher os pré-requisitos do curso desejado. As inscrições podem ser feitas até 14 de setembro através do site do Prominp ( www.prominp.com.br ), ou nos postos de inscrição credenciados, listados no edital, até o dia 10. Outros postos serão criados no decorrer do período de inscrições e divulgados no site do programa.

Existe a possibilidade de isenção da taxa de inscrição para candidatos com Número de Identificação Social (NIS) e que declararem que não possuem recursos financeiros para pagamento do valor. Nesse caso, as inscrições vão até 24 de agosto, pelo site do Prominp.

São 20.601 vagas para cursos gratuitos de nível básico; 5.188 para nível médio; 1.286 para nível técnico e 840 para nível superior. Nos níveis médio e superior, há oferta de vagas para portadores de necessidades especiais em algumas categorias específicas.

Os estados contemplados no quadro de vagas são: Amazonas (710), Bahia (1.863), Ceará (412), Espírito Santo (972), Maranhão (634), Minas Gerais (752), Pernambuco (8326), Paraná (196), Rio de Janeiro (6.874), Rio Grande do Norte (1.058), Rio Grande do Sul (3.706), Sergipe (144) e São Paulo (2.268).

Os candidatos aprovados que estiverem desempregados durante o curso receberão bolsa-auxílio mensal no valor de R$ 300 (cursos de nível básico), R$ 600 (níveis médio e técnico) e R$ 900 (nível superior).

A participação nos cursos não garante emprego aos alunos. O objetivo é melhorar a qualificação dos profissionais que serão, eventualmente, aproveitados pelas empresas privadas fornecedoras de bens e serviços do setor de petróleo e gás natural.

As provas serão aplicadas no dia 24 de outubro.

Bolsa-auxílio

Para manutenção da bolsa-auxílio, o aluno deverá ter, durante o período de aula do curso, presença mínima de 95% do total das aulas e média das avaliações igual ou superior a 8,0.

A bolsa-auxílio somente será concedida no período em que serão ministradas as aulas. Será concedido o direito de recebimento da bolsa-auxílio somente no ato da matrícula. Não será concedida bolsa-auxílio para os alunos após a efetivação da matrícula ou durante a realização do curso, mesmo que o aluno venha a ficar desempregado.

Na hipótese de o aluno, ao longo do curso, alterar a condição que o habilitou a receber bolsa-auxílio, ele se compromete a informar imediatamente a instituição de ensino da nova situação e restituir os eventuais valores relativos à bolsa-auxílio indevidamente recebidos.

Caso o aluno seja reprovado em qualquer disciplina do curso, perderá o direito à bolsa-auxílio.

O primeiro pagamento da bolsa-auxílio será realizado em até 45 dias da data de início do curso.

Banco de currículos

O aluno matriculado em um dos cursos do Prominp terá seu currículo automaticamente disponibilizado no banco de currículos no portal de Qualificação do Prominp (www.prominp.com.br). O aluno poderá atualizá-lo com novas informações sobre sua carreira profissional.

O banco de currículos do Prominp poderá ser acessado pelas empresas fornecedoras do setor de petróleo e gás natural, cadastradas no Portal de Qualificação do Prominp. Caso o aluno seja reprovado ou desligado do curso do Prominp, seu currículo estará automaticamente indisponível no banco.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também