MENU

Prorrogadas inscrições para bolsas de estudos para pilotos

Prorrogadas inscrições para bolsas de estudos para pilotos

Atualizado: Quinta-feira, 18 Fevereiro de 2010 as 12

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) prorrogou até o dia 25 de março as inscrições para 213 bolsas de estudo para formação de pilotos (homens e mulheres) para a aviação civil. As vagas são oferecidas em convênio com 19 aeroclubes de oito estados (São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ceará, Maranhão e Tocantins) ( veja aqui o edital ).

O projeto de bolsas de estudo é direcionado a candidatos de 18 a 36 anos incompletos (não completados até 4 de janeiro) que pretendam concluir o curso de piloto privado ou de piloto comercial - para piloto privado são 31 anos incompletos e para comercial, 36 anos.

Os candidatos já deverão ter realizado pelo menos 25% das horas previstas no curso desejado (veja detalhes abaixo) e passarão por um processo seletivo que contempla uma prova teórica e uma avaliação prática de proficiência em aeronave de instrução.

A Anac já selecionou os aeroclubes que participarão do processo para garantir elevado nível de qualidade e segurança durante todas as etapas do treinamento -  veja aqui a lista .

Serão 139 bolsas para o curso prático de piloto privado de avião e 74 para o curso de piloto comercial -  veja aqui a relação .

As inscrições são gratuitas e as bolsas cobrem 75% das horas de voo necessárias para a formação dos pilotos.

Todos passarão por prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, no dia 18 de abril, às 9h, na cidade escolhida pelo candidato: Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Curitiba (PR), Rio Claro (SP), Belo Horizonte (MG), Porto Nacional (TO), Fortaleza (CE) ou São Luís (MA).

Os aprovados na prova objetiva - com pelo menos 70% de aproveitamento - terão sua documentação analisada dentro do número de vagas disponíveis no aeroclube escolhido e serão submetidos ao exame de Proficiência Técnica, a partir de dia 23 de abril, também de caráter eliminatório.

Após essa etapa, os aprovados terão direito às bolsas e as aulas práticas serão agendadas diretamente com o aeroclube. A ANAC fará o acompanhamento, a assessoria e a fiscalização dos aeroclubes.

A formação na área tem um alto custo. Considerando apenas as aulas práticas, para um aluno se tornar piloto privado o investimento pode chegar a R$ 14 mil e, como piloto comercial, pode superar R$ 70 mil, segundo a Anac.  

Pré-requisitos do candidato à bolsa de piloto privado de avião:

Possuir idade mínima de 18 anos e não haver completado 31 anos até a data de 04/01/2010.

Possuir ensino fundamental completo reconhecido pelo Mec.

Possuir Certificado de Capacidade Física de 2ª classe - nível piloto privado.

Ter sido aprovado em banca de exames da Anac para piloto privado de avião, com data de validade posterior a dezembro de 2010.

Possuir, no mínimo, a seguinte quantidade de horas de voo de instrução em avião: 9 horas, se realizadas em entidade de ensino homologada pela ANAC; ou 14 horas, se não realizadas em entidade de ensino homologada pela Anac.

Pré-requisitos do candidato à bolsa de piloto comercial de avião:

Não haver completado 36 anos até a data de 04/01/2010.

Possuir ensino médio completo reconhecido pelo Mec.

Possuir Certificado de Capacidade Física de 1ª classe - nível piloto comercial.

Ter sido aprovado em banca de exames da Anac para piloto comercial de avião/IFR, com data de validade posterior a Dezembro de 2010.

Possuir, no mínimo, a seguinte quantidade de horas de voo de instrução em avião: - 29 horas, se realizadas em curso de piloto comercial (após cheque de piloto privado) em entidade homologada pela Anac; ou 79 horas, se não realizadas em curso de piloto comercial (após cheque de piloto privado) em entidade de ensino homologada pela Anac.

veja também