MENU

A rodada: apimentado Clássico dos Clássicos agita a Série B

A rodada: apimentado Clássico dos Clássicos agita a Série B

Atualizado: Terça-feira, 9 Agosto de 2011 as 10:37

Dois rivais, dois momento. Atravessando fases opostas, Sport e Náutico entram em campo, nesta terça-feira, às 21h, para o “Clássico dos Clássicos”, na Ilha do Retiro, em jogo adiado da 14ª rodada da Série B. Enquanto o Timbu navega em águas tranquilas, o Leão – que busca sua 200ª contra o rival -, vive um momento conturbado, que culminou com protesto no aeroporto de Recife e reunião entre diretoria e jogadores nesta segunda-feira.

A derrota por 3 a 0 para o Boa no sábado ainda não foi bem digerida na Ilha. Apesar de lamentar e se dizer envergonhado após a partida, o técnico Mazola Júnior mudou o discurso e ponderou que a goleada foi apenas um “acidente de trabalho”. Mesmo assim, o time terá mudanças para o clássico. O treinador tenta esconder o jogo, mas os criticados Daniel Paulista e Diego Torres devem ser os escolhidos para deixar a equipe. Maylson e Júnior Viçosa entram no time, com Marcelinho Paraíba sendo recuado para o meio-campo.

As mudanças chegam no momento em que o Sport aproxima-se da zona de rebaixamento, enquanto vê o G-4 cada vez mais distante. Com 20 pontos, o Leão ocupa a 13ª colocação. Situação bem diferente vive o Náutico. Com um jogo a menos e 26 pontos, o Timbu pode assumir a vice-liderança, em caso de vitória no clássico. Além disso, o time não perde há sete partidas.

Apesar do bom ambiente e do clima de confiança, o técnico Waldemar Lemos pode ter dois importantes desfalques para o clássico. Eduardo Ramos machucou-se no treino desta segunda, deixou o campo mancando e tornou-se dúvida. Caso não jogue, o treinador deve optar pelo volante Élton ou pelo meia Marcos Vinícius. A outra dúvida é em relação ao artilheiro a equipe na Série B. Kieza sentiu na semana passada, mas participou normalmente da última atividade antes do clássico. Mesmo assim, Waldemar preferiu não confirmar a escalação do atacante. Caso não jogue, Alexsandro formará dupla de ataque com Rogério. O carioca, que ficou conhecido no Rio de Janeiro por provocar os adversários, já prometeu comemorar com a “Dança do Créu”, caso balance a rede na Ilha do Retiro.

O arbitro paranaense Heber Roberto Lopes apita o jogo, auxiliado pelos pernambucanos Wilton Lins e Clóvis Amaral. O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partida em Tempo Real, com vídeos. O PFC 3 transmite o clássico ao vivo para todo o país.

São Caetano x Goiás

Em outro duelo que une os opostos, o ascendente Goiás visita o desesperado São Caetano, às 21h, no Anacleto Campanella. Invicto desde a chegada do técnico Márcio Goiano (cinco jogos), o Esmeraldino vai em busca de uma vitória que o colocará provisoriamente no G-4. O clube goiano é o sétimo, com 22 pontos. O Azulão, há quatro jogos sem vencer, amarga a antipenúltima colocação, com 16 pontos. O SporTV transmite o jogo para toda a rede.

Vila Nova x Duque de Caxias

Com o astral em baixa após sofrer o empate do rival Goiás nos minutos finais no clássico de sábado, o Vila Nova, que é o 14º, com 19 pontos, tem o ‘adversário ideal’ para voltar a vencer e afastar-se da zona de rebaixamento da Série B. Nesta terça, às 21h, o time goiano recebe o lanterna Duque de Caxias, que tem apenas quatro pontos e ainda não venceu na competição. A partida, que será realizada no Serra Dourada, terá a transmissão em Tempo Real, com vídeos, no GLOBOESPORTE.COM. O PFC 1 transmite o duelo ao vivo.          

veja também