MENU

A rodada: sem o paredão Gideão, vice-líder Náutico encara o lanterna

A rodada: sem o paredão Gideão, vice-líder Náutico encara o lanterna

Atualizado: Sexta-feira, 30 Setembro de 2011 as 9:26

A 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro tem nesta sexta-feira sua abertura. Serão quatro jogos, todos eles às 20h30m (de Brasília). Destaque para o embate entre o vice-líder Náutico (47 pontos) e o virtual rebaixado Duque de Caxias. O time da Baixada Fluminense, que só venceu um de 26 jogos na competição, segura a lanterna, com dez pontos ganhos, e terá pela frente um rival que ainda não perdeu no estádio dos Aflitos nesta Série B (dez vitórias e três empates).

Náutico x Duque de Caxias A grande baixa no Náutico é o goleiro Gideão. O arqueiro é um dos destaques do vice-líder da Série B, que tem a defesa menos vazada da competição (24 gols sofridos, ao lado de Portuguesa e Boa Esporte). Gledson, que era titular no início da Série B, volta a atuar como titular no Timbu. Por outro lado, o Alvirrubro terá a volta do lateral Jeff Silva, recuperado de lesão muscular na coxa esquerda. O volante Elton segue fora, com dores musculares. Equipe provável: Glédson, Peter, Marlon, Ronaldo Alves e Jeff Silva; Éverton Hora, Elicarlos, Derley e Eduardo Ramos; Rogério e Kieza.

No lado do Duque de Caxias, o técnico Paulo Campos terá os retornos de Santiago, Edu Pina e Ernani. Abedi, que cumpriu suspensão na rodada passada, estará à disposição, mas deve ficar no banco. O time provável: Marcelo Carné, Paulão, Santiago e Felipe Machado; Everton Silva, Edu Pina, Julio Cesar, Tony e Ernani; Galvão e Gilcimar.

Ponte Preta x Salgueiro

A Ponte Preta (3º) recebe o Salgueiro (19º), na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara. A equipe paulista tenta a reabilitação, depois da derrota diante do Vitória, na Bahia, que lhe custou a segunda colocação. Os pernambucanos, por sua vez, seguem em sua luta para tentar escapar do rebaixamento. O time também vem de derrota, para o Americana, na última terça.

Na Ponte, a boa notícia é o retorno de Renato Cajá, recuperado de lesão. O técnico Gilson Kleina também terá à disposição o zagueiro Leandro Silva e o lateral Uendel, que estavam entregues ao departamento médico. O volante Josimar, por outro lado, é baixa confirmada. Ele sofre com dores no púbis e está vetado. Os atacantes Ricardinho e Lúcio Flávio, suspensos, também não jogam. Gilson Kleina deve escalar a seguinte equipe: Júlio Cesar, Patric, Leandro Silva, Wescley e Uendel; Mancuso, João Paulo Silva, Renato Cajá e Renatinho; Ricardo Jesus e Márcio Diogo.

No Salgueiro, o técnico Barbieri deve manter a base da equipe que perdeu para o Americana, terça-feira. O time provável tem Luciano, Thoni, Juninho, Alexandre e Piauí; Renê, Josa, Pio e Paulo Santos; Ricardinho e Fabrício Ceará.

Paraná x Vitória

O Paraná Clube (10º) recebe o Vitória (7º) na Vila Capanema. Os times vão protagonizar um duelo dos desfalcados. No total, somando as duas equipes, são dez jogadores que deixarão de participar do jogo. Trabalho extra para os treinadores, que quebraram a cabeça para montar suas respectivas equipes durante a semana.

No Paraná, o técnico Guilherme Macuglia vai apostar em caras novas para tentar impor um novo ritmo para a equipe. Sem o meia Dinélson, o treinador pode colocar Oliveira ou Marquinhos Carioca, que foi promovido dos juniores. No setor defensivo, outras novidades serão testadas por Macuglia. O volante Silvio entra na vaga de Maycon Freitas e o zagueiro Edson Rocha no lugar de Brinner. Na lateral esquerda, Lima retorna, colocando Gleidson no banco de reservas. O provável time titular paranista será formado por: Luis Carlos; Marquinhos, Edson Rocha, Flávio Boaventura e Lima; Silvio, Itaqui, Packer e Oliveira (Marcos Carioca); Borebi e Hernane (Igor).

No Vitória, Vagner Benazzi não poderá contar com os machucados Fernandinho, Preto, Neto Coruja e Chiquinho, além dos suspensos Alison, expulso contra a Ponte, e Fábio Santos, que recebeu o terceiro cartão amarelo na última partida. No entanto, o treinador do Vitória terá à disposição alguns reforços. O goleiro Fernando, que não atuou na terça-feira, retorna ao time. Além do goleiro, Elton, deve atuar na lateral esquerda. O jogador não vai a campo desde março, quando rompeu ligamentos do joelho. No entanto, a principal novidade do time deve ser a estreia do experiente Gilberto, que chegou nesta semana. O time que entra em campo deve ser formado por Fernando, Nino, Jean, Mauricio e Elton; Zé Luis, Charles Vagner, Geovanni e Gilberto; Marquinhos e Neto Baiano.

Vila Nova x Guarani

O Vila Nova (18º) recebe o Guarani (13º), no Serra Dourada. As duas equipes entram em campo com preocupações principalmente com o rebaixamento. O Vila Nova está no Z-4 e vem de um frustrante empate dentro de casa com o ASA (1 a 1), na última terça-feira. O time goiano, por sinal, não vence como mandante há dois meses. Já o Bugre campineiro espera aproveitar o bom momento, afinal venceu seus dois últimos compromissos, diante de Americana e Bragantino.

O técnico do Vila, Leonardo Souza, promoveu quatro alterações na equipe, com destaque para o retorno de Roni ao time titular. A última vez que o atacante iniciou uma partida foi diante do Vitória, no dia 30 de agosto. Após a derrota por 3 a 0, Roni se afastou temporariamente e nos últimos jogos figurou no banco de reservas. O atacante deve entrar no lugar de Leandro Cearense e Wando é o provável substituto de Jô, que além se suspenso, está no departamento médico por causa de dores no tornozelo. Na ala-esquerda, Jorge Henrique retorna de suspensão no lugar de Davi Ceará. No meio-campo, Paulo César reaparece. Ele entra na vaga de Ricardinho. Time provável: Michel Alves; Henrique, Ben-Hur e Gabriel; Victor Ferraz, Geovane, David, Paulo César e Jorge Henrique; Wando e Roni.

No lado do Guarani, a principal baixa é o meia Renato Ribeiro. Com um desconforto muscular, o jogador nem viajou a Goiânia. A boa notícia fica por conta da confirmação de Dadá. O jogador deixou o jogo contra o Braga sentindo dores, mas vai a campo nesta sexta. O time provável que o técnico Giba mandará a campo é formado por Emerson, Chiquinho, Éwerton Páscoa, Aílson e João Paulo; Mika, Leandro Carvalho, Dadá e Felipe; Denilson e Marcelo Macedo.          

veja também