MENU

Abatidos, santistas têm dificuldades para explicar mais uma derrota

Abatidos, santistas têm dificuldades para explicar mais uma derrota

Atualizado: Quinta-feira, 4 Agosto de 2011 as 2:57

Rafael apontou algumas falhas no time santista

(Foto: Marcos Guerra, Globoesporte.com)

  Dez gols sofridos em três jogos. Antepenúltima posição na classificação do Campeonato Brasileiro, com apenas 11 pontos em 11 jogos. O campeão da Taça Libertadores parou. O Santos está adormecido. No desembarque da delegação alvinegra, nesta quinta-feira, em São Paulo, após mais uma derrota (para o Vasco, 2 a 0, quarta-feira passada, no Rio), abatimento. Os jogadores têm dificuldades para explicar porque o time caiu tanto de produção após a conquista da Libertadores.

- É momento de reflexão, de ver o que está acontecendo para tentar melhorar. Estamos procurando fazer o nosso trabalho, mas não está sendo suficiente - admite o zagueiro e capitão santista Edu Dracena.

O volante Arouca admite que a posição na tabela assusta. O time tem três jogos a menos que seus concorrentes. No entanto, não está conseguindo se aproveitar. O aproveitamento é baixo: 33,3%.

- É uma situação que incomoda mesmo. É hora de trabalhar duro para melhorar. Certamente o Muricy vai organizar a equipe novamente e vamos voltar a vencer - comenta Arouca.

Nos três últimos jogos, Muricy utilizou um meio de campo bem leve, com Arouca, Ibson, Elano e Paulo Henrique Ganso. São jogadores de qualidade, mas que não são grandes marcadores. O goleiro Rafael, porém, não acha justo culpar apenas os jogadores do meio. Para o camisa 1, a responsabilidade precisa ser dividida.

- É um meio de campo de muita qualidade. Eles estão correndo bastante e ajudando. O problema é que o time todo não está bem. Temos de melhorar o posicionamento, precisamos de mais atenção na bola aérea. Além disso, estamos dando muitos contra-ataques para o adversário. Esse era um problema que já havíamos corrigido na Libertadores - diz Rafael, único que apontou alguns dos problemas do time.          

veja também