MENU

Abel ganha camisa comemorativa pelos cem jogos e quer mais

Abel ganha camisa comemorativa pelos cem jogos e quer mais

Atualizado: Sexta-feira, 23 Setembro de 2011 as 3:10

Durante a coletiva para a imprensa, o técnico Abel Braga recebeu uma camisa comemorativa pelos cem jogos à frente do Tricolor que completará, nesta sua segunda passagem nas Laranjeiras (a primeira foi em 2005), no confronto deste sábado contra o Atlético-PR. O treinador não escondeu seu desejo de ficar por muito mais tempo no clube.

- Estou muito feliz, mas mais feliz só vou ficar quando completar, no meu clube, o que completei no Inter. Foram mais de 250 (jogos). Acho que eu sou o terceiro técnico com mais jogos pelo Inter. Mas é uma marca, cem jogos já é uma marca. Foram duas passagens. A primeira, em 2005, e agora. Espero poder dobrar esta marca, mas isso está entregue a Deus e aos resultados (risos) – declarou Abel, que escolheu seus dois piores momentos como técnico do Tricolor.

Abel foi homenageado durante a coletiva de imprensa (Foto: Fabio Leme / Globoesporte.com)

- Esquecer, cara, foi aquele jogo....não sei te falar qual foi o pior, se foi o primeiro jogo com o Paulista (de Jundiaí) pela Copa do Brasil (2005) porque eu joguei sem o meu meio-campo, sem o Diego Souza, sem o Arouca e ainda perdi o Alex com dois minutos de jogo. Foi complicado aquele primeiro jogo, aquilo custos caro ou aquela, não sei se foi derrota ou empate, em São Januário contra o Juventude (NR: Fluminense 1x2 Juventude jogaram pelo Brasileirão, no dia 27/11/2005. Um empate classificaria o Tricolor para a Libertadores), aquela vitória nos colocaria na Libertadores. Aquilo ali também foi muito ruim – lembrou Abelão.

Os momentos bons também foram lembrados e dois jogos, em especial, destacados pelo comandante.

- Os dois jogos emocionantes que mexeram muito foram aquela vitória contra o Atlético-GO (virada por 3 a 2, neste Brasileirão, em Volta Redonda) e aquela contra o Santos (NR: O jogo aconteceu em Volta Redonda e o Fluminense venceu de virada por 4 a 3, com dois gols nos últimos minutos) – reviveu Abel.

Considerado o boa praça, Abel é muito querido entre o grupo de jogadores. Voz do elenco, nesta manhã, Marquinho descreveu as grandes virtudes do comandante.

- Eu acho que é mais a sinceridade. Uma virtude que ele tem é essa sinceridade, que ele sempre fala na frente dos outros. O que ele tiver para falar, ele junta o grupo e fala para todos, pois se falar um por um sempre tem a conversa que sai e isso ele não gosta. Ele defende sempre o grupo com unha e dente. Todo esse carinho e essa transparência são virtudes dele – avaliou o apoiador tricolor.

veja também