MENU

Abel: 'Voltarei para o clube onde me tornei homem'

Abel: 'Voltarei para o clube onde me tornei homem'

Atualizado: Quarta-feira, 23 Março de 2011 as 5:24

O mistério chegou ao fim. Abel Braga confirmou ao programa Arena SporTV que tem um compromisso verbal com o Fluminense para ser o técnico do time assim que seu contrato com o Al-Jazira, dos Emirados Árabes, for encerrado, no fim de maio.     - Continua tudo da maneira que estava. Tenho um compromisso verbal com o Celso (Barros, presidente do patrocinador) e com o presidente do clube. Não fugirei jamais desse compromisso. Quem pode fugir desse compromisso é o clube. O que falei com o presidente uma vez e com o Celso é que está fechado. Vou voltar para o Rio de Janeiro depois de cinco anos e meio. Voltar para um clube onde comecei, onde me tornei homem, onde na última passagem conquistei o estadual. Se não houver nenhum contratempo que impossibilite a minha ida, está fechado – afirmou Abel, por telefone.

O técnico também lembrou da época em que jogou pelo Fluminense para justificar que os problemas de estrutura não seriam empecilhos para seu trabalho, causa principal usada por Muricy Ramalho para explicar seu pedido de demissão há duas semanas.

- Quando joguei no clube, minha chuteira era de couro. Era juvenil, aspirante a profissional. O Flu teve um time que foi a máquina, em que eu só fazia parte e jogava nesse campo. 2005 se passou nesse campo. O Flu foi campeão brasileiro nesse campo. Isso para mim não afeta em nada. Sinceramente. Não é o ideal, mas para mim é absolutamente tranquilo. Flu com esse time não joga para competir, joga para ganhar. Comigo não vai ser diferente - afirmou.

Flu está de 'braços abertos' para Abel

O presidente do Fluminense, Peter Siemsen, que estava no programa, respondeu ao vivo ao técnico, confirmando o acerto entre as partes.

- É fato. É nossa vontade (que Abel seja o futuro técnico do Flu). Está bem encaminhado. Estamos tranquilos. Ele já morava no coração dos tricolores e sempre vai morar. Dentro de um projeto a longo prazo, em que o presidente vai estar totalmente focado em dar infraestrutura ao clube, acho que dois meses não são nada. Temos que fazer isso. Segurar firme e esperar o Abel de braços abertos – disse Siemsen.      

veja também