MENU

Acabou a crise? Joel e Loco batem papo e trocam sorrisos em campo

Acabou a crise? Joel e Loco batem papo e trocam sorrisos em campo

Atualizado: Sexta-feira, 4 Março de 2011 as 3:30

Como já é tradicional às vésperas de um jogo, o treino do Botafogo teve um pequeno exercício técnico seguido pelo rachão. Mas a notícia mais importante da atividade não foi o que aconteceu dentro do campo. Enquanto os seus colegas faziam os exercícios, Loco Abreu conversou por cerca de dez minutos com Joel Santana. Os dois trocaram sorrisos e, pelo menos aparentemente, parecem ter superado a crise que os envolvia.     Loco, que, com inflamação no nervo ciático, está fora do jogo contra o Volta Redonda, reclamou publicamente do que considera um esquema extremamente defensivo adotado por Joel. Nos bastidores, o clima entre os dois não era dos melhores desde então. Porém, nos últimos dias, a diretoria alvinegra tem agido para minimizar os problemas.

No sábado, o vice presidente de futebol, André Silva, conversou com Loco Abreu em um restaurante na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O próprio Joel também estaria se esforçando para superar os problemas com o atacante uruguaio.

- Nós já tínhamos conversado ontem (quinta), quando perguntei como estava a situação física dele. Hoje, ele veio me perguntar se eu estava bem. Trocamos uma conversa normal e natural do dia a dia – disse Joel.

Rachão e pé na forma de Lucas

O rachão desta sexta-feira foi disputado em um clima animado. A vitória sobre o River Plate-SE parece ter deixado o ambiente mais leve em General Severiano. O gol mais bonito da atividade foi de Willian, que pegou de primeira após cruzamento da esquerda.

Contudo, apesar do golaço do atacante, quem mostrou estar com a pontaria realmente afiada foi Lucas. Após a atividade, alguns jogadores treinaram pênaltis e faltas. O lateral-direito acertou no ângulo a maioria das faltas que bateu, chamando a atenção de quem assistia à atividade.

Botafogo e Volta Redonda se enfrentam neste sábado, na estreia da Taça Rio. O jogo será disputado no Engenhão, a partir das 16h (de Brasília).    

veja também