MENU

Acerto de Roberto Carlos na Rússia não está sacramentado

Acerto de Roberto Carlos na Rússia não está sacramentado

Atualizado: Domingo, 13 Fevereiro de 2011 as 9:27

Apenas um detalhe contratual separa Roberto Carlos de ser anunciado oficialmente como reforço do Anzhi Makhachkala-RUS. O jogador e o empresário Fabiano Farah esperam entrar em acordo com o clube russo nesta segunda-feira para viajarem a Ankara, na Turquia, onde o elenco faz a pré-temporada.

Segundo o agente, depois de o lateral-esquerdo assinar a rescisão contratual com o Corinthians, os russos enviaram a proposta em papel timbrado e a minuta do contrato a ser assinado. Farah pediu pequenas alterações no vínculo, que deverão ser respondidas pelos dirigentes europeus no começo da semana.

- Tivemos um princípio de entendimento, mas tudo vai depender da segunda-feira. Evoluindo como deve ser, quarta ou quinta-feira vamos viajar para a Europa – disse Farah, por telefone, ao GLOBOESPORTE.COM.

Aos 37 anos, Roberto Carlos deve assinar com o Anzhi por duas temporadas e meia. Os valores do contrato não foram revelados, mas giram em torno de R$ 22 milhões. A tendência é que o jogador encerre a carreira no Velho Continente, principalmente depois da turbulenta saída do Corinthians nesta semana.

Após dizer que estava sendo perseguido e recebendo ameaças da torcida, Roberto Carlos não deseja atuar por outro clube brasileiro. Além do montante oferecido pelos russos, o jogador ficou preocupado com a segurança da família no Brasil. O lateral teve sondagens de outras equipes do país. Flamengo e Palmeiras surgiram como interessados. Ele também recebeu três ofertas de clubes do Oriente Médio, duas dos Estados Unidos e uma da Austrália.

- Impossível (jogar por outro time do Brasil). Hoje, o coração do Roberto é corintiano. O único time que ele jogaria é o Corinthians – prometeu Farah.

O Anzhi Makhachkalala é um clube sem tradição e de pouco destaque: foi fundado em 1991 e passou a maior parte de sua história disputando divisões inferiores da Liga Russa. O clube foi comprado em janeiro de 2011 pelo bilionário Suleyman Kerimov, um dos 150 homens mais ricos do mundo, segundo a "Forbes". No ano passado, conseguiu voltar, após sete anos de ausência, ao principal campeonato nacional.

- Fiquei impressionado com o projeto. É muito ambicioso – completou o empresário

veja também