MENU

Acostumado ao caos, Berna celebra chance de realizar sonho no Flu

Acostumado ao caos, Berna celebra chance de realizar sonho no Flu

Atualizado: Quarta-feira, 3 Novembro de 2010 as 10:41

Em cinco anos de Fluminense, Ricardo Berna já entrou em campo 52 vezes. Mas certamente nenhuma dessas partidas teve a importância dos seis próximos compromissos como responsável pela meta tricolor. Escolhido por Muricy para defender a posição mais contestada no clube nos compromissos mais importantes dos últimos 25 anos, o goleiro sabe bem o tamanho da sua responsabilidade. Entretanto, acima de tudo, procura enxergar a grandiosidade da oportunidade recebida e não promete não medir esforços para fazer sua parte na luta pelo título do Brasileirão.

Acostumado a ser "convocado" em situações extremas em lutas contra o rebaixamento, Berna revelou que sempre esperou para viver o outro lado da moeda.

- Para mim, sempre foi um sonho. Nas outras oportunidades que entrei, a situação era diferente. Em 2006, brigando para não cair. Em 2008, a mesma coisa depois da Libertadores. E pude dar minha contribuição. Assim como no ano passado. Esse momento tem um sabor especial pela conquista pessoal, mas a ambição é coletiva, pensamos no grupo e em manter o grupo forte para conquistarmos os resultados necessários nessas últimas seis rodadas. Tudo começa com sonho. Se você não sonhar, não tem objetivo. E esse é o meu principal hoje.

Depois de um longo período de inatividade, o goleiro substituiu Rafael, barrado minutos antes do clássico contra o Botafogo. Titular há três partidas, Berna sofreu apenas dois gols e garante estar cada dia mais preparado para defender o Tricolor.

- Confio muito no meu potencial, mas existem questões que o fato de ficar sem jogar influenciam. A cada jogo que passa o ritmo de jogo melhora. Mas tenho que manter o foco nessas partidas que faltam.

O longo jejum de títulos do Brasileirão, o último foi conquistado em 84, faz com que a proximidade da conquista gere uma ansiedade inevitável nas Laranjeiras. Algo que Berna procura encarar como positivo.

- Realmente existe uma ansiedade, não dá para negar. É um título que não é conquistado há muito tempo, mas o profissional tem que saber lidar com esse sentimento. Temos que usar somente pelo lado da motivação. Isso se controla trabalhando. Assim a confiança vem e administramos tranquilamente.

Com 57 pontos, o Fluminense é o líder do Brasileirão. O Tricolor tem a mesma pontuação do Cruzeiro, mas leva vantagem no saldo de gols: 20 a 13. Nesta quarta-feira, o compromisso é contra o Internacional, às 19h30m (de Brasília), no Beira-Rio, pela 33ª rodada.

Por: Cahê Mota

veja também