MENU

Aladino e Maurren brilham no GP Rio Caixa de Atletismo

Aladino e Maurren brilham no GP Rio Caixa de Atletismo

Atualizado: Terça-feira, 20 Maio de 2008 as 12

Aladino e Maurren brilham no GP Rio Caixa de Atletismo

 

Eram quase 13 horas quando terminou a última prova do Grande Prêmio Rio Caixa de Atletismo, disputado no domingo, dia 18 de maio, no Estádio Célio de Barros, no Maracanã. A disputa final aconteceu no triplo e apresentou a recuperação de Jadel Gregório, que pulou do 5º lugar para a vice-liderança, no 6º salto. Ele marcou 17,27 m e confirmou a qualificação para os Jogos Olímpicos de Pequim. O ganhador da prova foi o cubano David Girat, com um centímetro a mais (17,28 m).

Jadel, que em 2007 saltou 17,90 m, fez novamente o Índice A para Pequim. "Não esperava saltar 17,27 m agora", disse Jadel. "Isto é sinal que o trabalho está correto", completou. Girat, por sua vez, disse que estava "feliz por vencer no Brasil", mas que "esperava saltar pelo menos 17,40 m".

Esta foi a 4ª edição do GP, que teve a participação de 137 atletas 26 países, que disputaram 17 provas, e somaram pontos para a Final Mundial do Atletismo - WAF 2008, marcada para setembro em Stuttgart (Alemanha). Cerca de 4 mil pessoas aplaudiram os atletas, que também buscaram os Índices de qualificação para os Jogos de Pequim, que serão disputados em agosto próximo.

Um dos principais resultados foi o conseguido por Irving Saladino, 1º no salto em distância, com 8,39 m (melhor marca mundial da temporada). O panamenho campeão mundial, porém, não ficou totalmente satisfeito. "Foi bom conquistar o tricampeonato aqui no Rio, mas queria superar o recorde da competição, que fiz em 2006 (8,56 m)", disse Irving. Na mesma prova, o paulista Erivaldo Vieira foi o 2º com 8,05 m e fez o Índice B para os Jogos Olímpicos.

Outro grande resultado foi o de Maurren Maggi, 1ª no salto em distância feminino com 6,91 m, novo recorde do GP (o anterior era 6,67 m, de Keila Costa, do Brasil). Foi a 2ª melhor marca da temporada e a melhor de Maurren, que mais uma vez fez o Índice A. "Estou muito feliz", disse. "Nem esperava um salto tão bom aqui", admitiu.

Nos 200 m, o amazonense Sandro Viana foi o campeão com 20.55 - Índice A (ele já tinha o Índice A de 2007, com 20.43). Ele superou o norte-americano Greg Nixon, 2º com 20.76. Nos 200 m feminino, a norte-americana Debbie Dunn venceu com 22.90, recorde do GP (o anterior era 22.93, de Cydonie Mothersill, da Caymã). "Esperava um tempo melhor, mas acho que fui bem", disse. A vice-campeã foi Christine Amertil, das Bahamas, com 23.42.

Uma atração do evento a etíope Zemzem Ahmed, campeã africana dos 3.000 m com obstáculos, que venceu com 9:32.53 (recorde do GP - o anterior era 9:44.27, de Korine Hinds, Jamaica). "Estou feliz com o tempo", disse Zemzem. A 3ª foi a paulista Zenaide Vieira, que quebrou seu recorde sul-americano (9:46.52) e fez Índice A para Pequim, ao marcar 9:42.10. "Foi muito bom, e ainda posso melhorar", afirmou a fundista.

Nos 110 m com barreiras, ganhou o paulista Anselmo Gomes da Silva, com 13.67 - fez o Índice B e confirmou a qualificação, já que tinha o Índice A, de 2007. "Foi bom confirmar logo a qualificação olímpica, agora tenho tempo para acertar minha corrida", afirmou Anselmo. Nos 800 m, vitória do queniano Ismael Kombich, com 1:46.04. O gaúcho Fabiano Peçanha foi o 4º com 1:46.88 (Índice B) e confirmou a qualificação, já que tinha Índice A em 2007 (1:44.60).

Nos 100 m feminino, vitória da jamaicana Shelly-Ann Frazier, com 11.32. Rosângela Santos foi a melhor do Brasil: foi a 2ª com 11.41, recorde pessoal (o anterior era 11.44, de 2007). Vitória jamaicana também nos 400 m com barreiras feminino: Melaine Walker ganhou com 55.48, recorde do GP (era 55.94, de Lucimar Teodoro, do

do Brasil).

Na primeira prova do dia, recorde do GP, com a vitória da eslovaca Martina Danisová-Hrasnová no lançamento do martelo, com 71,06 m. O recorde era da cubana Ypsi Moreno, com 68,97 m.

No arremesso do peso feminino, a 1ª foi a cubana Misleidys González, com 19,02 m - a campeã olímpica Yumileid Cumbá, do mesmo país, foi a 5ª, com 18,13 m. Boa vitória do norte-americano Mike Hazle no lançamento do dardo, com 81,23 m. A etíope Meskerem Assefa, depois de vencer duas vezes os 1.500 m no Brasil, ganhou os 800 m, no Rio, com 2:02.12. Nos 100 m masculino, o campeão foi Chris Hargret, dos Estados Unidos, com 10.32. Em prova com brasileiros, Ronald Julião ganhou o lançamento do disco, com 56,52 m. Nos 400 m com barreiras masculino, o 1º foi o jamaicano Adrian Findlay, com 49.72.

veja também