MENU

Algoz do Timão no primeiro turno, Fernandão sonha em repetir feito

Algoz do Timão no primeiro turno, Fernandão sonha em repetir feito

Atualizado: Quarta-feira, 30 Novembro de 2011 as 10:56

Jogar contra o Corinthians é tudo o que o atacante Fernandão quer para fechar bem uma temporada em que começou como ilustre desconhecido, passou por uma estreia de gala no Palmeiras e terminou quase no ostracismo, amargando a reserva e sendo pouco utilizado pelo técnico Luiz Felipe Scolari. Neste domingo, o centroavante que vendia tapetes até cinco anos atrás pode dar mais uma reviravolta em sua curta carreira. É a chance de reviver a tarde épica de 28 de agosto de 2011, quando decidiu o Dérbi do primeiro turno com um golaço e teve seus dias de fama.

Três dias antes daquele clássico, Fernandão fazia seu primeiro treino pelo Verdão após ter sido contratado do Guarani. Nem teve apresentação oficial, e chegou escondido a Presidente Prudente, palco do clássico. Felipão não queria que descobrissem a presença do atacante, que acabou “desmascarado” após ser visto por jornalistas no hotel. No dia da partida, começou no banco de reservas e foi solicitado para entrar depois que o Corinthians abriu 1 a 0 no placar. O atacante viu Luan empatar ainda na primeira etapa e, no segundo tempo, virou o jogo com um golaço, digno dos grandes. Recebeu lançamento de Marcos Assunção, matou no peito, e deslocou Julio Cesar com um leve toque. Naquele momento, com menos de uma semana de clube, Fernandão já cravava seu nome na história alviverde. Quem decide um Dérbi ganha lugar especial, tanto no Palmeiras quanto no Corinthians.

Fernandão e a tatuagem da mulher: força para superar seca de gols (Foto: Diego Ribeiro/Globoesporte.com) – Esse jogo contra o Corinthians, com certeza, tem um sabor especial para mim. Eu tinha acabado de chegar ao clube, fui convocado para a partida no dia seguinte e tive a oportunidade de fazer o gol da vitória. Aquela imagem não sai da minha cabeça – lembrou o atacante. O início promissor, porém, não se confirmou nas rodadas seguintes. No returno, ele participou de 16 jogos e só fez um gol, contra o Atlético-PR. Foi relegado à reserva, mas entra durante algumas partidas para ser opção na bola aérea – contra o São Paulo, chegou a acertar uma bola na trave. Perdeu a posição para Ricardo Bueno e precisa correr para garantir sua permanência no clube. Com contrato até maio de 2012, Fernandão está na corda bamba, mas quer ficar.

Nascido e criado no Rio de Janeiro, o atacante diz estar bem adaptado a São Paulo, onde veio morar com a esposa Daiana e o filho Davi, de três anos – ambos homenageados com tatuagens no braço esquerdo. A qualidade de vida que obteve na capital paulista o faz querer escrever uma longa história no Palmeiras.

Reserva nos últimos jogos, Fernandão quer brilhar

(Foto: Diego Ribeiro/Globoesporte.com) –  Aqui com eles é fácil se adaptar, quero ficar muito tempo por aqui. Mais difícil é se adaptar no exterior. É meu primeiro Campeonato Brasileiro, sempre tive esse sonho de ser conhecido, agora quero ajudar o Palmeiras de qualquer forma – disse Fernandão, em entrevista recente ao GLOBOESPORTE.COM.

O Palmeiras procura atacantes de peso para a próxima temporada e parece não dar muito espaço a seus atuais postulantes ao cargo. Mas com o Timão do outro lado, Fernandão se candidata a ser herói pelo segundo Dérbi consecutivo. Bom para garantir seu emprego, impedir a festa do rival e dar um fim de ano mais feliz ao torcedor palmeirense.

– Espero que contra o Corinthians eu tenha outra oportunidade e possa dar alegria à torcida do Palmeiras novamente – desejou.

Para quem já vendeu tapetes e penou por clubes pequenos do Brasil antes do sucesso, sonhar com mais um Dérbi épico não custa nada.        

veja também