MENU

Alheio às vaias, Cigano espera boas energias na luta contra Velasquez

Alheio às vaias, Cigano espera boas energias na luta contra Velasquez

Atualizado: Quarta-feira, 21 Setembro de 2011 as 10:55

O brasileiro Júnior Cigano durante a coletiva do

UFC Califórnia (Foto: Reprodução)

  Na coletiva realizada nesta terça-feira, na Califórnia, o brasileiro Júnior Cigano já teve um aperitivo do que vai encontrar no dia 12 de novembro, quando disputará o cinturão dos pesos pesados com o americano Cain Velasquez. Os poucos torcedores presentes no evento oficial do UFC, fizeram questão de exaltar Velasquez com aplausos, sem perder a oportunidade de disparar vaias contra o lutador catarinense.

Sobre isso, Cigano manteve o sorriso no rosto e garantiu que não teme a torcida contra. Irônico, ele deixou claro que só se preocupará com o que acontecer dentro do octógono e que todas as vaias serão recebidas como se fossem ''boas energias''.

- Essa é uma boa energia. Me sinto bem e não ligo para nada disso. Só me importa o que vai acontecer no octógono - disse Cigano, com um sorriso no canto do rosto.

Rival do brasileiro, Cain Velasquez também

participou da coletiva  (Foto: Reprodução)

  Ao falar de como pretende lutar, Júnior Cigano deixou claro que prefere lutar de pé, mas está trabalhando duro para conseguir vencer o rival chão, já que  essa é uma das especialidades de Cain Velasquez.

- Eu gosto de lutar em pé, mas também estou me preparando para o chão. Ele é ótimo nisso e tentará me levar para baixo. Se fizer, estarei pronto para usar meu jiu-jitsu, tenho treinado isso - ressaltou.

Cain Velasquez, por sua vez, tratou de responder. Seguro, ele deixou claro que pode vencer a luta de qualquer maneira. Reconhecendo que está há muito tempo sem lutar (desde outubro de 2010), ele acredita que também pode vencer de pé.

- Estou parado há muito tempo, mas ansioso para voltar. Sei que nesse esporte temos que ser completos. Cigano vai ser um grande desafio. Posso encará-lo de pé se for preciso, posso encará-lo na trocação também - respondeu Velasquez.              

veja também