MENU

Americano erra último salto, e César Castro leva o bronze

Americano erra último salto, e César Castro leva o bronze

Atualizado: Sexta-feira, 28 Outubro de 2011 as 8:12

César Castro precisou secar um dos adversários. E deu certo. Ao zerar o último salto, o

americano Drew Robert Livingston deixou para o brasileiro a medalha de bronze no trampolim de três metros dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. César somou 462.15 pontos e ficou atrás de dois mexicanos. Honrando as tradições do país nos saltos ornamentais, Ernesto Castillo (529.45) e Julian Sanchez (480.65) fizeram dobradinha no pódio.

  César Castro salta em Guadalajara: o brasileiro herdou o bronze nesta quinta-feira (Foto: Reuters)   - São coisas do esporte. Não foi o dia do americano. Foi o meu dia - comemorou César, que tinha se classificado para a final em sexto.

O brasileiro ficou em terceiro no primeiro salto e em quarto dos quatro seguintes. Na última chance, precisava torcer contra Livingston e Sebastian Villa. Quinto até então, o colombiano terminou em quarto. O americano amargou a décima colocação. O salto de Livingston foi um quadruplo e meio mortal para frente grupado, com grau de dificuldade 3.8. O do brasileiro era 3.0.

- Ele tentou tudo. Se ele acerta o salto, talvez brigaria para ficar em segundo lugar. Foi um risco que ele assumiu e não deu certo. Ele passou um pouco na saída.

É a segunda medalha de César Castro em Pans. No Rio de Janeiro, em 2007, ele foi prata no trampolim de 3m. Os saltos ornamentais do Brasil têm, agora, seis pódios - três pratas e três bronzes - na história da competição.          

veja também