MENU

Ancelotti admite fúria de Drogba no banco do Chelsea no clássico londrino

Ancelotti admite fúria de Drogba no banco do Chelsea no clássico londrino

Atualizado: Segunda-feira, 13 Dezembro de 2010 as 3:42

Carlo Ancelotti, técnico do Chelsea, revelou que o atacante Drogba ficou furioso por ter começado a partida no banco de reservas contra o Tottenham, no empate do clássico londrino, no último fim de semana, por 1 a 1. O jogador entrou no intervalo, marcou o gol de empate, mas perdeu um pênalti aos 46 do segundo tempo.

- Ele jogou muito bem e trabalhou bastante. Obviamente não estava feliz por não ter iniciado - afirmou o italiano.

Segundo imprensa inglesa, o jogador  também reagiu com fúria quando foi chamado para aquecer antes do intervalo. Ancelotti afirmou que manteve o atacante no banco por uma questão tática.

- Eu queria jogar utilizando os contra-ataques, investindo na velocidade de Anelka para criar chances de gol - revelou.

Sobre o pênalti defendido pelo brasileiro Gomes, o cobrador oficial é o meio de campo Lampard. O jogador também entrou durante a etapa final, após uma longa recuperação de lesão. Esse foi o motivo para que Drogba realizasse a cobrança.

- Drogba assumiu a responsabilidade. Não é comum ele errar - finalizou o técnico.

veja também