MENU

Anderson Silva irá expandir clube fora e formar atletas

Anderson Silva irá expandir clube fora e formar atletas

Atualizado: Quarta-feira, 10 Agosto de 2011 as 10:12

Anderson Silva posa com escudo do Corinthians (Foto: Reprodução SporTV)

  Na última semana, o Corinthians anunciou a contratação do maior nome do MMA brasileiro na atualidade: Anderson Silva será apresentado oficialmente em breve. O UFC Rio, no dia 27 de agosto, será o primeiro evento no qual o lutador representará o clube. Com o lutador, o clube espera expandir seu nome, formar novos atletas de lutas e desenvolver projeto social.

Diferentemente de nomes como Ronaldo e Adriano, o lutador não entra em campo, mas, mesmo assim, o gerente de marketing do clube, Caio Campos, garante que Anderson deve agregar muito à imagem do Timão, sobretudo fora do Brasil, onde o esporte ainda mais popular. Além disso, Anderson nunca escondeu ser torcedor do time do Parque São Jorge.

- Devemos ganhar principalmente em imagem no exterior. Apesar de o MMA ser um dos eventos de maior audiência da TV mundial, aqui no Brasil ainda não é um esporte de massa. O Corinthians tem como objetivo tornar a marca mais conhecida no exterior, mas principalmente estreitar a história de vida do Anderson com o Corinthians. Iremos investir pesado na idealização da nossa academia Anderson Silva/Corinthians e gerar receita. Além de licenciar produtos (desde bonecos até roupas e acessórios) e expor a marca no exterior - disse Caio Campos, em entrevista ao SPORTV.COM.     Segundo o dirigente, o clube já está finalizando a construção de uma academia dentro do Parque São Jorge, onde outros atletas poderão ser formados.

- Não é um projeto apenas para ter visibilidade, estamos finalizando a montagem da academia no Anderson no Parque São Jorge e acreditamos que daqui sairá outros lutadores – completou.

O gerente de marketing deixou claro que o MMA é um esporte como qualquer outro e a fusão do Corinthians pode servir para acabar com essa visão preconceituosa.

- É preciso ter na cabeça que o MMA é um esporte, como boxe e o judô. Acabar com este preconceito também faz parte de nosso objetivo. Os lutadores não são marginais, vivem da luta nos ringues e pregam a competição, e não a violência, principalmente o Anderson – disse Caio Campos, que revelou também um projeto para crianças carentes - Haverá aula para iniciantes, mas a equipe do Anderson aposta demais nos atletas de alto nível que vieram treinar no clube. Além disso, teremos um projeto social com as crianças carentes da região, quem sabe não encontramos um novo campeão.          

veja também