MENU

Andrés descarta 'marmelada' e culpa Timão por depender dos outros

Andrés descarta 'marmelada' e culpa Timão por depender dos outros

Atualizado: Segunda-feira, 29 Novembro de 2010 as 9

O presidente do Corinthians, Andrés Sanches, não acredita que São Paulo e Palmeiras tenham facilitado os jogos contra o Fluminense para prejudicar o Timão na briga pelo título brasileiro. De acordo como dirigente, o Alvinegro é o culpado por não estar em uma melhor situação na batalha pela taça.

- Eu acho que o Palmeiras perder para o Fluminense é normal, o Corinthians perder para o Flamengo é normal e o São Paulo perder para o Fluminense é normal. Apesar de todo mundo falar que é marmelada, não acredito. Eu já quero ir embora do futebol. Se isso existir, vou embora antes ainda – afirmou.

Sanches evitou também criticar algumas equipes que escalaram jogadores reservas nas últimas rodadas do Brasileirão. Desde o início da polêmica sobre o empenho dos rivais, o presidente corintiano sempre defendeu o direito de cada um de mandar a campo os atletas que achar conveniente.

- No começo do campeonato, São Paulo e Inter jogavam com reservas e ninguém falava nada. Chega no final e todo mundo reclama. Cada um escala quem quiser. As pessoas querem que eu venha chorar aqui. Não adianta ficar reclamando desse ou daquele – ressaltou.

O presidente corintiano disse ainda que a culpa do time não estar no topo da tabela (tem um ponto a menos que o Fluminense) é, principalmente, dos tropeços em casa contra equipes que brigam na parte de baixo da tabela, como Ceará (empate por 2 a 2) e Atlético-GO (derrota por 4 a 3).

Apesar do Alvinegro não depender apenas de si para ser campeão brasileiro no ano do centenário, o dirigente prometeu uma grande festa para o último jogo, contra o Goiás, domingo, no Serra Dourada.

- Se o Corinthians não vier a ser campeão, a culpa é do Corinthians. Perdemos para o Atlético-GO, empatamos com o Ceará...tudo isso nos leva a depender dos outros. Temos consciência dos nossos erros. Falta um jogo e temos que fazer a nossa parte, torcendo para o Fluminense tropeçar. A torcida vai invadir. Vamos fazer uma grande festa, independentemente do resultado. Não foi um ano vitorioso por não termos conquistado um título, mas o Corinthians é maior do que

qualquer campeonato – completou.

Por: Carlos Augusto Ferrari

veja também