MENU

Andrés diz que acordo para rescisão de contrato de Edu foi amigável

Andrés diz que acordo para rescisão de contrato de Edu foi amigável

Atualizado: Segunda-feira, 3 Janeiro de 2011 as 4:55

Pela porta dos fundos, Edu disse adeus ao Corinthians. Contratado em 2009 para liderar o elenco com status de ídolo da torcida, o volante jogou pouco, não caiu no gosto dos treinadores que passaram pelo clube e está fora dos planos de Tite para 2011. Apesar disso, o presidente Andrés Sanches garante que o acordo para o fim do contrato foi feito de forma tranquila.

- Ele compreendeu. Não deu certo, mas ele trabalhou, ajudou e se dedicou. Foi amigavelmente – explicou o presidente Andrés Sanches em entrevista nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava.

Depois de se destacar no Arsenal-ING e no Valencia-ESP, Edu decidiu retornar ao Brasil para defender o Timão no segundo semestre de 2009. A contratação foi um desejo de Andrés Sanches, amigo do jogador, mas nunca teve o aval de Mano Menezes, que pouco aproveitou o atleta enquanto esteve no comando.

Além do baixo rendimento quando jogou, Edu conviveu com problemas físicos durante a última passagem pelo Parque São Jorge. Com Adilson Batista, voltou a ser titular, mas o pífio rendimento diante do Ceará, no Pacaembu, o fez receber críticas da torcida e voltar para a reserva.

Com a saída de Edu, o Corinthians abre uma vaga no elenco e fica livre de um dos maiores salários do elenco. O jogador tinha vencimentos na casa dos R$ 200 mil, perdendo apenas para Ronaldo e Roberto Carlos.

O jogador promete uma entrevista coletiva nos próximos dias para falar sobre a saída do Corinthians e dos planos até o fim da carreira.

Por Carlos Augusto Ferrari

veja também