MENU

Andrés nega incentivo a rivais, mas diz que time pode 'abrir mão de bicho'

Andrés nega incentivo a rivais, mas diz que time pode 'abrir mão de bicho'

Atualizado: Terça-feira, 6 Abril de 2010 as 12

O presidente do Corinthians, Andrés Sanches, usou um curioso eufemismo para falar sobre a hipótese de o clube oferecer incentivo financeiro ao São Caetano ou ao Santo André, que enfrentam, respectivamente, Grêmio Prudente e São Paulo na próxima quarta-feira, pela última rodada da fase de classificação do Campeonato Paulista.

O dirigente disse que, oficialmente, isso não irá acontecer. Mas admitiu que os próprios jogadores negociem a ajuda.

-  Nunca nenhum dirigente deu incentivo a clube algum, ou a jogador algum. O que acontece é o jogador de um time abrir mão do seu bicho para entregar a outro - disse o dirigente.

Já o diretor de futebol do Timão, Mário Gobbi, disse que não acha ilícito oferecer prêmio, mas negou mala branca.

- Primeiro que dinheiro é algo em escassez. Nossas receitas nós investimos aqui dentro, nos nossos jogadores, pois é a melhor forma de ganhar títulos. O Corinthians ficou ano passado sem nenhuma possibilidade de ganhar o Brasileiro. Tivemos uma postura que todos os clubes devem ter. Mantivemos o grupo, ninguém saiu de férias, e colocamos força máxima em todos os jogos. São Caetano e Santo André têm profissionais destes níveis, comprometidos com a carreira. O Santo André esta indo para as semifinais. Seu maior incentivo é sua conquista. Portanto, não seria nada ilícito oferecer um prêmio para uma equipe vencer. Mas nós aqui decidimos que não faríamos isso para conseguir - afirmou o cartola.

Para se classificar, o Corinthians precisa vencer o Rio Claro e torcer por um tropeço de São Paulo ou Prudente. Os jogos acontecem no mesmo horário, às 21h50m.

Por: Leandro Canônico

veja também