MENU

Animado pela estreia, Borges não vê a hora de atuar com Ganso e Neymar

Animado pela estreia, Borges não vê a hora de atuar com Ganso e Neymar

Atualizado: Segunda-feira, 6 Junho de 2011 as 1:10

          Borges, novo atacante santista, começou sua trajetória no Alvinegro Praiano a todo vapor. Fez dois dos três gols do Peixe na vitória sobre o Avaí, por 3 a 1, no último domingo, na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Brasileirão. Formou dupla com Zé Eduardo. Aproveitou jogadas iniciadas por Alan Patrick. No entanto, não vê a hora de poder atuar ao lado dos dois principais jogadores da equipe: o meia Paulo Henrique Ganso e o atacante Neymar. O primeiro está se recuperado de lesão; o segundo, à disposição da Seleção Brasileira. Antes de chegar à Vila Belmiro, Borges assistiu a várias partidas do Santos. Sabe que, com Neymar e Ganso em campo, as chances de gols se acumulam. Aliás, ele sentiu isso na pele nas semifinais da Copa do Brasil do ano passado. Ele atuava no Grêmio que foi eliminado pelos Meninos da Vila. Na época, o Peixe atuava de forma aberta, quase suicida. No Olímpico, perdeu por 4 a 3. Na Vila, venceu por 3 a 1. Na soma, 6 a 5 para os alvinegros. - Com Ganso, Neymar e mais o Elano, acredito que vamos ter tudo para fazer um grande Campeonato Brasileiro. São jogadores de muita qualidade, que deixam o centroavante sempre em condições de fazer muitos gols. Estamos na expectativa - disse Borges.     Para que tudo dê certo, porém, é preciso que os dois astros permaneçam no Santos no segundo semestre. O meia já manifestou várias vezes o seu desejo de ir jogar na Europa. Falta, porém, a proposta oficial. Já Neymar esteve para ser contratado pelo Chelsea, ano passado. Na ocasião, ele recusou a proposta e renovou com o Peixe. Agora, os ingleses deverão vir com mais força, dispostos até a pagar a multa. - Espero que eles fiquem. Seria bom não só para o Santos, mas para o futebol brasileiro. Para mim, particularmente, será uma honra jogar com garotos tão talentosos.

Adaptação ao Peixe Ter o trabalho de completar jogadas de Ganso e Neymar talvez seja o sonho de qualquer centroavante brasileiro hoje em dia. No entanto, Borges afirma que é preciso um tempo para adaptação. Ele diz que o time santista é ofensivo, que busca agredir o adversário o tempo todo. Além disso, Muricy Ramalho exige que os atacantes participem da marcação.Para fazer isso, o jogador precisa estar com o preparo físico em dia.

- O Santos já tem o seu estilo de jogo, e eu tenho de me encaixar na filosofia. É um time muito intenso, que fica o tempo todo em cima do adversário. É preciso estar bem preparado - disse Borges.      Borges fez dois gols em sua estreia pelo Santos, contra o Avaí, na Vila (Foto: Agência Estado)              

veja também