MENU

Apático, Timão perde do lanterna América-MG, mas se segura na ponta

Apático, Timão perde do lanterna América-MG, mas se segura na ponta

Atualizado: Segunda-feira, 7 Novembro de 2011 as 9:07

O Brasileirão tem cada coisa... de maluco! Neste domingo, em Uberlândia, estava tudo armado para uma festa do bando de loucos. Estádio lotado, com milhares de corintianos, e pela frente um adversário já com um pé na Série B do Brasileirão. Mas o América-MG, lanterna da competição, derrubou o líder Corinthians com uma vitória por 2 a 1. Faz algum sentido?

Fábio Júnior abriu o marcador, em pênalti mal marcado a favor do Coelho, e o Timão empatou com Chicão, de volta após oito rodadas afastado, também de pênalti. Mas o gol da heroica vitória dos mineiros saiu dos pés de Amaral, em cobrança de falta aos 42 minutos do segundo tempo. Frustração para o Timão!

A derrota para o lanterna só não teve um gosto mais amargo porque o Vasco, concorrente direto pelo título nacional, também perdeu para o Santos. O Corinthians segue líder, com 58 pontos, o mesmo que os cariocas, que têm uma vitória a menos. O América-MG, com 28, continua amargando a última colocação, com chances remotas de permanecer na elite do futebol nacional.

O próximo jogo do Corinthians será contra outro time que luta contra o rebaixamento - o Atlético Paranaense, domingo, às 17h (de Brasília), no Pacaembu. Já o América-MG pega o Fluminense, sábado, às 19h, no Engenhão.

    Liedson, do Corinthians, em disputa com Micão, do América-MG (Foto: Ag. Estado)

Dois pênaltis, duas medidas

O clima de Pacaembu armado pela torcida do Corinthians no Parque do Sabiá, em Uberlândia, impulsionou os alvinegros para o ataque logo de cara. Ainda mais depois que o sistema de som do estádio anunciou, com apenas um minuto de bola rolando, gol do Santos em cima do Vasco, concorrente direto ao título. O bando de loucos festejava.

Sem dar espaços ao América-MG, o Timão tentou algumas vezes com Liedson, muito acionadon nos 15 minutos iniciais. Ao artilheiro da equipe no Brasileirão, no entanto, faltou pontaria e paciência. Aos 11 minutos, por exemplo, ele foi “fominha” e cabeceou cruzamento que seria para Danilo. Mandou mal!

Dois minutos depois, um problema para o Corinthians. Alex, que retornara de lesão, voltou a sentir dores musculares na coxa esquerda e deixou o gramado para a entrada de Emerson. Com três atacantes, o estilo de jogo do Timão mudou, mas a soberania alvinegra continuou. O Coelho estava apático e desorganizado.

Mesmo assim, um chute de fora da área de Rodriguinho, aos 16 minutos, obrigou Julio Cesar a grande defesa. Quase dez minutos depois, Fábio Santos criou a melhor chance do Timão até então. O lateral arrancou pela esquerda, invadiu área e bateu colocado. Neneca, porém, se esticou e fez boa intervenção.

O jogo estava bom para o Corinthians. E o gol esquentava. Mas um erro da arbitragem mudou o rumo do jogo. Aos 32 minutos, o árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima viu falta de Alessandro em Kempes dentro da área. Na cobrança, Fábio Junior balançou as redes e colocou o Coelho em vantagem.

Aos 44 minutos, no entanto, o Timão também teve um pênalti em seu favor. Emerson disputava bola com Amaral e quando percebeu que o adversário o segurava, caiu na área. Na cobrança, Chicão, em seu retorno ao time titular, deixou tudo igual no placar do estádio João Havelange, em Uberlândia.

Pouca ação

O Corinthians voltou para o segundo tempo apostando no toque de bola para envolver o adversário. E o América-MG, ainda desorganizado e com pouca técnica, era presa fácil para os visitantes. Mais recuado, Emerson tentava buscar o jogo, armar as jogadas e ainda aparecer para finalizar.

Aos 12 minutos, o técnico Tite resolveu tirar Alessandro, pendurado com o cartão amarelo e já suspenso para o duelo com o Furacão, e colocar Weldinho. Dessa maneira, a braçadeira de capitão voltou para Chicão, que a tinha antes de se desentender com a comissão técnica e perder a vaga de titular.

Apesar de mal na partida, o Coelho levava perigo na

s poucas vezes que tinha chance, como aos 15 minutos. Após vacilo de Fábio Santos, Kempes se aproveitou e obrigou Julio Cesar a importante defesa. O lance animou os mineiros, que pressionaram, mas a falta de qualidade do time impedia voos maiores na partida.

Com a partida morna, à torcida do Corinthians restou comemorar mais um gol na Vila Belmiro, quando o Santos fez 2 a 0 no Vasco. Embora tivesse recuperado o controle da partida após uma pequena pressão do Coelho, o Timão finalizava pouco no segundo tempo. Quase nada, na verdade. Neneca pouco teve trabalho.

Acalmado pela derrota do Vasco e tranquilo com a falta de força do América-MG, o Corinthians tentou administrar bem o empate. Evitou se arriscar muito, embora tenha tido algumas chance pontuais na parte final do jogo. As circunstâncias da rodada faziam o Timão olhar para essa igualdade como se fosse vitória. Acabou castigado no fim. Aos 42 minutos, Amaral, de falta, chutou à meia altura, e Julio Cesar aceitou. Gol do América. Vitória do lanterna sobre o líder. E o lanterna seguiu lanterna e o líder seguiu líder. Coisa de maluco!       Vídeo: Youtube

veja também