MENU

Apesar da saudade do Maracanã, Muricy cobra Engenhão lotado

Apesar da saudade do Maracanã, Muricy cobra Engenhão lotado

Atualizado: Segunda-feira, 29 Novembro de 2010 as 2:01

Depois de Barueri, o Engenhão. A uma vitória do título do Campeonato Brasileiro, Muricy Ramalho agradeceu ao torcedor do Fluminensa partida o Guarani. A ordem está dada: lotem o Estádio Olímpico João Havelange.

- Eles não nos abandonaram e ajudaram o tempo todo. Só podemos agradecer. Sabemos a dificuldade que existe com o Engenhão, mas nesse jogo isso não pode existir. Tem que superlotar. Como vai acontecer.

Líder do Brasileirão com 68 pontos após 37 rodadas, o treinador espera casa cheia para conquistar o primeiro título da história do Engenhão, mas não esconde de ninguém que preferiria que o duelo decisivo fosse no Maracanã. Sem sua “casa” desde o fim do primeiro turno, Muricy Ramalho mostrou que não engoliu bem o fechamento do estádio para obras visando a Copa do Mundo de 2014 e cutucou:

- O Fluminense foi muito prejudicado com o Maracanã. Certamente teríamos a melhor média de público. Nesse caso, sim, fomos muito prejudicados. Não falo de arbitragem. Mas isso, sim.

Como a questão do Maracanã é irreversível, o comandante tricolor preferiu mudar o foco e chamar a atenção para os perigos do duelo contra o Bugre. Segundo ele, apesar de já rebaixado, o adversário pode, sim, complicar a vida do Fluminense.

- É importante passar para os nossos jogadores. Vai ser difícil contra o Guarani porque são profissionais. Estamos no fim do ano, o jogador quer renovar ou ir para outro clube, acredito no ser humano. Além da ansiedade que não é fácil.

Com 68 pontos, o Fluminense é o primeiro colocado do Brasileirão, seguido pelo Corinthians, com 67, e pelo Cruzeiro, que tem 66. Uma vitória simples diante do Bugre garante a taça.    

veja também