MENU

Apesar de adeus de Dagol, São Paulo mantém cautela sobre o atacante

Apesar de adeus de Dagol, São Paulo mantém cautela sobre o atacante

Atualizado: Segunda-feira, 5 Dezembro de 2011 as 1:19

Dagol tem pré-contrato com o Inter, mas Tricolor vê

situação com cautela (Foto: Luiz Pires/VIPCOMM) A novela sobre o futuro de Dagoberto poderá ter um final nesta semana. O atacante já tem um pré-contrato com o Internacional que entrará em vigor no dia 20 de abril de 2012. No entanto, como o clube gaúcho obteve vaga na Libertadores e o Tricolor não tem mais interesse em segurar o atleta até o final do seu vínculo, um acordo pode surgir para que ele inicie a próxima temporada já no Beira-Rio.

O São Paulo deixou claro que aceita negociar a antecipação da rescisão contratual desde que os gaúchos aceitem pagar algum valor por isso. Fora do clássico contra o Santos, o atacante nem treinou na manhã de sábado.

– Esse problema do Dagoberto faz parte das duas diretorias que estão conversando. Eu não tenho nada a reclamar do Dagoberto. Ele já se despediu como se não voltasse mais. Agora, daí para frente eu não posso falar muito – afirmou o técnico Emerson Leão.

Adalberto Baptista contou que ocorrerão novas conversas com a diretoria colorada nos próximos dias. Na semana passada, as duas partes se reuniram em uma churrascaria da Zona Oeste para discutir o assunto.   – Agora eu vou sentar com o Leão e discutir as mudanças que serão feitas no elenco. Faremos contratações e alguns serão dispensados. É preciso ter cuidado para tratar esse tipo de questão. E é claro que o Dagoberto está nesse grupo. Vamos ver o que vai acontecer, mas volto a dizer: o São Paulo só libera o Dagoberto se tiver algum acordo satisfatório para isso – ressaltou o dirigente.

Assim como em 2010, Dagoberto termina 2011 como principal artilheiro da equipe, desta vez com 22 gols. Também foi o maior assistente da equipe na temporada, com 15 passes para gols. No entanto, a última imagem que fica do atleta não é das melhores. Seu último tento foi marcado no dia 5 de outubro, no empate por 3 a 3 com o Cruzeiro, em Sete Lagoas. E, após assinar o contrato com o Internacional, caiu muito de rendimento. Criticado por dirigentes e conselheiros, foi retirado por Emerson Leão da partida contra o Atlético-PR e nem foi relacionado para o clássico contra o Santos, no último domingo, em Mogi Mirim.          

veja também