MENU

Apesar do visível abatimento, jogadores tentam manter esperança

Apesar do visível abatimento, jogadores tentam manter esperança

Atualizado: Quinta-feira, 3 Março de 2011 as 10:18

Cabisbaixos e com pouquíssimas palavras, os jogadores do Fluminense saíram um a um do vestiário do Azteca rumo ao aeroporto após a derrota por 1 a 0 para o América do México, nesta quarta-feira, pela terceira rodada do Grupo 3 da Libertadores. Visivelmente decepcionados com o resultado, a maioria evitou a imprensa. Porém, os poucos que encararam os microfones tentaram, ao menos com palavras, manter a confiança na classificação para as oitavas de final.

Jogador mais experiente do clube em termos de Libertadores, Souza elogiou a atuação tricolor e demonstrou confiança na matemática.

- Foi um dos nossos melhores jogos nesta competição. Erramos uma bola que decidiu o jogo. Na minha opinião, criamos mais oportunidades de gol. O América levou vantagem quando começou a colocar atacante em campo. Matematicamente não estamos eliminados. Vamos trabalhar e, com fé, tentar dar uma reviravolta.

Outro que atendeu a imprensa rapidamente foi o meia-atacante Tartá. Surpresa de Muricy Ramalho para a partida, ele foi sucinto ao dizer uma única frase.

- Não tem nada perdido. Estamos vivos na competição. Fizemos um bom jogo e vamos continuar lutando.

Com dois pontos, o Fluminense é o terceiro colocado do Grupo 3, atrás do líder Argentinos Juniors, que tem sete, e do próprio América, com seis. Os mexicanos, por sinal, voltam a enfrentar o Tricolor no próximo dia 23, no Engenhão, pela quarta rodada.    

veja também