MENU

Apesar dos esquemas ofensivos, Copa América tem poucos gols

Apesar dos esquemas ofensivos, Copa América tem poucos gols

Atualizado: Terça-feira, 5 Julho de 2011 as 10:13

Neymar e a estreia sem brilho do Brasil em cima da

Venezuela (Foto: Agência EFE)

  Brasil, Argentina e Uruguai têm esquemas ousados, com três homens de frente. A expectativa era de muitos gols antes de a bola rolar. Mas a Argentina, de Messi, Tevez e Lavezzi estreou em um decepcionante empate por 1 a 1 com a Bolívia . No dia seguinte, o Brasil dos badalados Neymar, Robinho e Pato não encontrou o caminho do gol contra a histórica freguês Venezuela. E nesta segunda-feira, o Uruguai de Forlán, Suárez e Cavani também tropeçou diante do Peru . O resultado é que a Copa América mais ofensiva dos últimos tempos termina a primeira rodada com a pior média de gols desde que passou a ser disputada neste formato com 12 países com três grupos de quatro cada, em 1993.

Foram apenas oito gols em seis jogos, uma média de 1,33. Para se ter uma ideia de como o número é baixo, em 2007 foram marcados 24 gols ao fim da primeira rodada. O jogo com o maior número de gols desta primeira rodada foi a vitória por 2 a 1 do Chile sobre o México. No Grupo B, do Brasil, não saiu um gol sequer. Além do empate canarinho, Paraguai e Equador também não balançaram a rede.        O curioso é que todas os principais jogadores da competição estão em boa fase. Messi venceu todos os títulos que disputou com o Barcelona e marcou 56 gols pelo Barcelona. Tevez também teve um bom ano com o Manchester City. Neymar acabou de ser campeão da Taça Libertadores e tem nove gols em 22 jogos pelo Santos em 2011. Alexandre Pato e Robinho fizeram 14 gols pelo Milan, que faturou o título italiano. 

Até jogadores de seleções menos badaladas vivem um ótimo momento. O colombiano Falcao Garcia também passou em branco na primeira rodada. O atacante do Porto, que faturou a Liga Europa, fez 36 gols na temporada. O chileno Alexis Sanchez, do Udinese, também não marcou. O jogador interessa ao Barcelona e o presidente do clube espanhol, Sandro Rossel, veio para a Argentina para observá-lo. 

- Vamos trabalhar forte para que o gol saia na próxima partida da Seleção - garantiu Alexandre Pato, que chutou uma bola na trave na estreia, o mais próximo que o Brasil conseguiu chegar ao gol da Venezuela. 

Argentina e Bolívia empatam por 1 a 1 na abertura da Copa América de 2011

Brasil decepciona e empate sem gols com a Venezuela na estreia da Copa América

Uruguai de Forlán e Loco Abreu não passa de um empate por 1 a 1 com o Peru

Paraguai e Equador não saíram do 0 a 0 no duelo pela 1ª rodada da Copa América

A Colômbia venceu a Costa Rica com um placar bem magro: 1 a 0! 

E o Chile passou pelo México com uma vitória por 2 a 1 

veja também