MENU

Após 1º semestre frustrante, Avaí e Flu tentam se reerguer

Após 1º semestre frustrante, Avaí e Flu tentam se reerguer

Atualizado: Domingo, 26 Junho de 2011 as 9:24

Gallo e Abel tentam mudar rumo de suas equipes 

(Foto: Montagem sobre foto do Globoesporte.com)

  Foram dois verdadeiros milagres. Duas vitórias para deixar qualquer torcedor confiante em uma temporada incrível para Avaí e Fluminense. Mas a carruagem virou abóbora. E o que era para ser o impulso para feitos inéditos se transformou em tristeza e decepção. Pior: reflete-se em campo. Atualmente, as equipes vivem sob críticas da torcida. Neste domingo, às 16h (horário de Brasília), catarinenses e cariocas se enfrentam na Ressacada, em Florianópolis, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Mal na tabela, precisam se apegar a novos milagres para aumentar a fé dos seguidores neste início da competição.

No Fluminense, aquela euforia que tomou conta dos tricolores espalhados pelo Brasil com a incrível classificação para as oitavas de final da Libertadores após a vitória por 4 a 2 sobre o Argentinos Juniors, em Buenos Aires, ficou restrita ao dia 20 de abril. De lá para cá, o time acumulou decepções. Foi eliminado nas oitavas da mesma competição pelo Libertad-PAR e vem de duas derrotas nas últimas duas rodadas do Brasileiro - Corinthians (2 a 0) e Bahia (1 a 0). Nem mesmo a chegada do técnico Abel Braga acalmou os ânimos dos torcedores, que só admitem uma vitória em Santa Catarina. O time tem atualmente seis pontos e está na 11ª posição.

Situação parecida com a do Avaí. Foi um feito e tanto contra o São Paulo. Mesmo depois de perder no Morumbi por 1 a 0, sair atrás no jogo de volta das quartas de final da Copa Brasil, na Ressacada, o time arrancou o 3 a 1 e avançou. Na semifinal, acumulou um empate com o Vasco no Rio de Janeiro (1 a 1) e uma derrota (2 a 0) carregada de tristeza e lamentações em casa.

Após a eliminação, o técnico Silas deixou o clube para acertar com o Al Arabi, do Qatar, Gallo assumiu e estreou com derrota de 5 a 0 para o Palmeiras na rodada passada. O que agravou a insatisfação avaiana. Cerca de 50 torcedores da principal torcida organizada protestaram em frente a Ressacada, na última quinta-feira, contra a má campanha. Com apenas um ponto conquistado, o Avaí é o último colocado desde a primeira rodada.     A partida terá transmissão da Rede Globo - com exceção para São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Sergipe, Piauí, Maranhão e as cidades de Florianópolis (SC) e Juazeiro (CE) -, além do Premiere, no sistema pay-per-view. O GLOBOESPORTE.COM acompanha o duelo em Tempo Teal, com vídeos. Luiz Flavio de Oliveira (SP) apita a partida auxiliado por Herman Brumel Vani (SP) e Danilo Ricardo Simon (SP).

Avaí: apagar os focos de insatisfação é preciso. O protesto da torcida durante a semana incomoda. E o clube vai atrás da primeira vitória no Brasileiro, para somar pontos e iniciar uma recuperação para deixar a zona de rebaixamento. O time é o lanterna com apenas um ponto.

Fluminense: com apenas seis pontos em cinco jogos, o Fluminense busca a paz após duas derrotas seguidas para Corinthians e Bahia. Desde que voltou ao clube, o técnico Abel Braga tenta sua primeira vitória para não deixar o líder São Paulo escapar. A diferença hoje já é de nove pontos.

Avaí: o técnico Alexandre Gallo contará com o retorno do zagueiro Gustavo Bastos e do atacante Rafael Coelho, que cumpriram suspensão na última rodada.  O meia Cléverson, o zagueiro Welton Felipe e o lateral-direito Daniel foram regularizados e também podem ser aproveitados. A novidade deve ficar por conta da utilização de Estrada na vaga de Marquinhos Gabriel. Apesar de esconder a escalação, Gallo deve alterar o esquema de jogo para o 3-5-2. A provável escalação é: Aleks, Gustavo Bastos, Bruno e Welton Felipe; Daniel, Acleisson, Pedro Ken, Estrada e Julinho; Rafael Coelho e William.

Fluminense: para encarar o Avaí na Ressacada, o técnico Abel Braga mudará o esquema da equipe para o 4-5-1. Assim, o atacante Ciro, que estreou na última rodada, perde sua vaga para o apoiador Marquinho. Outra mudança será na cabeça de área. Diguinho volta a ser titular na vaga de Valencia. O Fluminense deve entrar em campo com: Diego Cavalieri, Mariano, Gum, Márcio Rosário e Carlinhos; Edinho, Diguinho, Marquinho, Souza e Conca; Rafael Moura.

Avaí: Diogo Orlando, Gian e Cássio estão no departamento médico.

Fluminense: o Tricolor terá cinco desfalques para a partida. O zagueiro Leandro Euzébio sofre com uma inflamação no joelho direito. Já o apoiador Deco e os atacantes Rodriguinho e Araújo se recuperam de estiramentos musculares. Por último, o também atacante Fred foi convocado para a disputa da Copa América pela Seleção Brasileira.

Avaí: Daniel, Julinho e Marcinho Guerreiro.

Fluminense: Gum e Leandro Euzébio.

 Avaí: o atacante Rafael Coelho volta de suspensão e é a aposta do Avaí na frente.

Fluminense: sem a presença de Fred, a referência no ataque tricolor passa a atender pelo nome de Rafael Moura. Dos três gols marcados pelo Fluminense no Campeonato Brasileiro, dois foram do He-Man.

 Alexandre Gallo, técnico do Avaí: “Vivemos em um país livre e nós ali dentro de campo temos que dar a volta por cima. Sem essa torcida não vamos a lugar nenhum e para reconquistar os torcedores é muito simples: a entrega tem que ser total. A gente entende, fica magoado, mas nós vamos lutar muito para que possamos reverter essa situação ”.

  Abel Braga, técnico do Fluminense: “Não acho que devo pedir paciência ao torcedor. Eles são autônomos. Têm todo o direito de cobrar o que quiserem. Eu já fui assim. Ia ao estádio e reclamava muito ”

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia.

* Com apenas um ponto em cinco rodadas, o Avaí ainda não saiu da lanterna do Campeonato Brasileiro. Este início de campeonato dos catarinenses é o segundo pior na história dos Brasileiros por pontos corridos, regulamento adotado em 2003. Desde então, o pior começo

pertence ao Atlético-PR, que sofreu seis derrotas nas seis primeiras rodadas em 2005.

* Avaí e Fluminense estão entre os cinco maiores cabeceadores deste Brasileirão. No Tricolor, foram 13 cabeceios de um total de 60 finalizações (Rafael Moura tem quatro). Já o Avaí tem 12 cabeceios de um total de 64 finalizações (Fábio Santos e Rafael Coelho tem quatro cada). O líder no quesito é o Atlético-MG (22 cabeceios). O Flu é o terceiro, e o Leão, o quinto.

Líder do Campeonato Brasileiro na época, o Fluminense entrou em campo contra o Avaí, no dia 29 de setembro de 2010, pela 26ª rodada, para defender o posto de melhor equipe da competição. Em jogo complicado, o Tricolor demorou a encontrar o gol. Somente aos 37 minutos do segundo tempo, Conca, que futuramente seria eleito o craque da competição, balançou a rede no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, garantindo mais três pontos para a equipe carioca. Os catarinenses lutavam para não entrar na zona de rebaixamento e terminaram a rodada na 16ª posição.            

veja também